Não é sempre que vemos alguém do Norte do país, mulher, negra, alcançando o Brasil todo, né? A Gaby Amarantos é uma das poucas e acaba de lançar o clipe de SOU + EU, super empoderado e representativo tanto nos diferentes tipos de corpos, quanto na negritude.

A música fala da valorização da mulher, de largar o companheiro que não a prestigie. Além disso o vídeo é cheio de participações especiais, como a vencedora da última edição do BBB Gleici Damasceno, a atriz Jessica Ellen, a blogueira Magá Moura, a empresária do Boutique de Kriuola Michelle Fernandes, o ator Jonathan Azevedo e a judoca Rafaela Silva. Todos eles representam muitas pessoas sejam em qual setor eles trabalhem.

Gaby falou sobre a seleção de cada um deles: “A minha escolha, junto com o diretor, de convidar esse pessoal, com essa representatividade brasileira, foi uma das coisas que me deixou mais feliz nesse clipe. Essas pessoas são ícones para mim. Cada convidado tem uma história de autoestima, luta, vitória”.

O responsável pelo clipe é o diretor Marcelo Sebá e a música é da própria Gaby. Em um trecho, ela diz que vai se valorizar e largar do homem que não a enaltece: “Aprende a me amar, não me fazer chorar. Você não entendeu, agora eu sou mais eu. Não quis valorizar, cansei de te aturar”. E está muito certa, afinal, não precisamos de homens que nos deixem pra baixo se nós mesmas podemos nos erguer sozinhas, né?

A Gaby sempre foi conhecida por ter opiniões fortes (acredito que esse seja um ponto forte para ela compor o elenco do programa Saia Justa do GNT dessa temporada), ela também sempre foi bem colorida, com looks ousados e um estilo próprio, o que também pode ser visto no novo clipe. Há sim muita sensualidade e que em poucas horas do clipe no ar já foi criticada como uma apelação ao sexo, é sempre um susto quando mulher trata um homem como nós fomos tratadas a vida inteira, mas já ganhamos liberdade para falarmos sobre o que quisermos.

Leia mais::: Giovanna Ewbank, Luana Génot e Cíntia Rosa posam com seus filhos em ensaio pela igualdade racial:: Entenda as principais referências sobre racismo em “This is America”, novo clipe de Childish Gambino:: Saiba quem são as 13 mulheres negras na lista de pessoas mais influentes do mundo
:: Por que todas as mulheres devem celebrar a vitória de Gleici no Big Brother Brasil