No próximo sábado (12), pelo co-main event do UFC 224, no Rio de Janeiro, Ronaldo Jacaré vai encarar Kelvin Gastelum em duelo que pode definir o próximo desafiante ao cinturão peso-médio do Ultimate. Durante o Media Day, realizado nesta quinta-feira (10), o lutador conversou com a imprensa e disse que aposta na força do Jiu-Jitsu e também na evolução do seu Wrestling para sair com a vitória.

“Ele (Gastelum) é bastante curto para a divisão dos médios. Ele usa isso a favor dele, e eu vou usar a minha envergadura ao meu favor. Eu acredito muito que o meu Wrestling ou meu Jiu-Jitsu possam fazer a diferença nesta luta. Essa luta vai credenciar a gente a lutar pelo cinturão. Estou muito focado na vitória”, projetou o brasileiro.

Jacaré, que venceu Derek Brunson por nocaute técnico em sua última luta, comentou sobre os treinos nos Estados Unidos e deu mais detalhes sobre o foco no Wrestling, que vem o ajudando em suas quedas. Além disso, afirmou que quer lutar com o vencedor da luta entre Robert Whittaker, campeão dos médios, e Yoel Romero, que duelam no UFC 225, no mês de junho, em Chicago (EUA).

Eu faço muitos treinos com pessoas diferentes, tenho evoluído bastante no Wrestling. Tenho focado bastante e isso tem feito a diferença. Estou sentido que as minhas quedas estão melhores, meu tempo de entrada melhorou. Meu Wrestling tem melhorado bastante.

Eu estou focando nesta luta. É uma luta dura, tenho muito respeito pelo meu adversário. Nós vamos vencer para nos credenciar (ao cinturão). Estou focado 1000% nessa vitória. É um cara muito duro, canhoto, bem rápido para a divisão dos médios. Estou com um timing muito bom, vou dominar as ações dentro do octógono, colocar meu jogo em prática e vou vencer. Independentemente da forma, imagino meu braço sendo levantado no final. Me vejo a duas lutas do cinturão. Eu confio que é isso que vai acontecer. É um foco, é meu objetivo e é o que eu acredito.

Isso me motiva muito (a possibilidade de revanche com Romero ou Whittaker) para ser o campeão. Quem eu quero enfrentar? Quero enfrentar o campeão (risos). Eu, sinceramente, não tenho preferência por atletas. Eu sempre foco no meu objetivo, que é o ouro, que está lá na frente. Eu, então, quero o campeão dessa luta (Romero x Whittaker).

É maravilhoso (estar neste card). O Belfort tem uma história fenomenal. Muitos falam algumas coisas do Belfort, mas poucos vão fazer o que o Belfort fez no esporte. Ele meio que revolucionou o esporte, assim como Marco Ruas, um cara que eu sou muito fã também. Foi um dos primeiros atletas a usar o mix dentro do UFC. E o Lyoto foi campeão até 93kg, fez grandes batalhas, vai ser uma luta lendária. Eu, como fã, estou afim de assistir também. É gratificante poder participar de um evento em que esses dois vão fazer uma grande luta.

Está sendo especial para mim. Eu sempre vi o UFC acontecendo aqui no Rio de Janeiro e nunca tive a oportunidade de lutar e agora estou aqui, fazendo uma das lutas principais do evento. Está sendo uma emoção muito grande.

Foi muito bom, eu encontrei uma equipe com excelentes profissionais que estão me ajudando a conquistar meu objetivo. Estou lá há nove meses, a minha família está feliz, então estou feliz.

Card principal
Amanda Nunes x Raquel Pennington
Ronaldo Jacaré x Kelvin Gastelum
Mackenzie Dern x Amanda Cooper
John Lineker x Brian Kelleher
Vitor Belfort x Lyoto Machida

Card preliminar
Cézar Mutante x Karl Roberson
Alexey Oleynik x Júnior Albini
Davi Ramos x Nick Hein
Elizeu Capoeira x Sean Strickland
Warlley Alves x Sultan Aliev
Thales Leites x Jack Hermansson
Alberto Miná x Ramazan Emeev
Markus Maluko x James Bochnovic