O polêmico concurso Miss Bumbum está chegando ao seu final este ano. A sua última edição, por sua vez, não estaria longe de controversas. Para celebrar os oitos anos de eleição do bumbum mais lindo do país, a produção resolveu fazer um documentário sobre o assunto – com dinheiro público.

Segundo o Daily Mail
, para que o programa de televisão sobre o Miss Bumbum acontecesse, a Agência Nacional de Cinema (Ancine) desbancou cerca de R$ 250 mil por meio de lei de incentivo ao audiovisual. Entretanto, a medida gerou diversas críticas e muitos acusaram os políticos de “estupidez estonteante” ao direcionar os fundos para esses fins diante do cenário econômico e político do país.

A obra está sendo realizado pelo canal E! e terá 13 episódios com gravações iniciadas a partir da grande final do concurso, em novembro. As câmeras seguirão o fundador Cacau Oliver enquanto ele agencia a vencedora e outras mulheres com as suas novas carreiras de embaixadoras do bumbum pelo Brasil ao redor do mundo.

A produção é da Boutique Filmes e é um dos 200 projetos aprovados pela Ancine neste ano. Uma das críticas ouvidas pelo Daily Mail
, Luna Artela, chegou a mencionar que “Há muito mais para gastar na divulgação de nossos bumbuns, mas não há nenhum quando se trata de pagar professores, policiais ou merenda escolar”.

Não foi apenas a notícia do investimento público para a realização do seriado do concurso que gerou burburinho. A vencedora de 2015, Suzy Cortez, também chamou atenção após participar de um controverso ensaio para a capa da Playboy
.