O cinema de Hong Kong que fascina o ocidente pela sua pluralidade, liberdade e por ter lançado grandes astros, como Bruce Lee , Jackie Chan e Chow Yun-Fat, ganha uma mostra inédita no Brasil. Intitulada “Cidade em Chamas: o Cinema de Hong Kong”, o evento entra em cartaz no dia 20 de junho, no Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo.

Com curadoria de Filipe Furtado, a mostra revelará ao público brasileiro uma parte importante da história do cinema que é pouco conhecida. Como, por exemplo, os trabalhos dos atores Bruce Lee e Jackie Chan e diretores como John Woo e Tsui Hark, que já eram estrelas na China antes se consagrarem no Ocidente.

 Entre os destaques, estão os longas “Nômade” (1982), de Patrick Tam, um dos pontos altos do cinema de Hong Kong, “Sonhos da Ópera de Pequim”(1986), de Tsui Hark, sobre um grupo de revolucionários na China e “O Arco” (1969), de Cecile Tang, um dos primeiros filmes orientais dirigidos por uma mulher, que lida com a falta de opções femininas e estratificação social.

A programação da mostra de cinema ainda inclui alguns filmes com entrada franca. Para os interessados, as senhas serão distribuídas a partir de uma hora antes do início da sessão. Entre os gratuitos está o consagrado filme “Projeto China” (1983), com o ator Jackie Chan. A programação completa pode ser conferida no site ofical do Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo. A mostra ocorre até o dia 16 de julho.