Grifes de moda já viraram hotel há algum tempo. Armani e Versace são apenas dois bons exemplos de alta costura aplicada à hotelaria de luxo. Com o delicioso Esencia, escondido em uma pequena baía na Riviera Maya, aconteceu o contrário. O hotel boutique mexicano acaba de virar roupa grifada à venda em lojas de departamentos nos Estados Unidos.

Encravado entre Playa del Carmen, balneário movimentado, e Tulum, praia com ruínas maias, o Esencia há uma década espalha suas espreguiçadeiras pela areia banhada pelo Mar do Caribe. Em 2014 foi comprado pelo dono atual, o empresário e colecionador de arte Kevin Wendle, que passou um ano e meio renovando o hotel. Desde então, Wendle coleciona também hóspedes famosos (principalmente artistas de Hollywood) e prêmios de revistas e sites especializados. Logo depois de concluída a reforma, o estilista Jason Wu costurou a sua parte para o Esencia entrar no radar de quem procura luxo fora da trilha mais batida.

Nascido em Taipé, criado em Vancouver e baseado em Nova York, Wu já era estilista famoso quando se tornou um favorito de Michelle Obama. Ficou ainda mais conhecido. Apaixonado pelo Esencia, escolheu o lugar para celebrar a união com Gustavo Rangel, parceiro de longa data. Com celebridades na lista de convidados e muitas fotos no Instagram, o hotel se destacou no mapa.

Mas o Esencia não foi apenas cenário de casamento para o estilista. Ele lançou agora uma coleção cápsula de roupas de primavera-verão com estampas e desenhos inspirados no lugar. São apenas 11 peças em algodão e seda, como vestidos, saias e camisas. A coleção Jason Wu x Hotel Esencia está à venda em lojas de departamento nos Estados Unidos como Saks Fifth Avenue, Nordstrom e Bergdorf Goodman e na boutique do hotel. O Instagram vai ajudando a espalhar a novidade, com fotos de atrizes e modelos vestindo as novas peças.

Quando o dia não é de festa, celebridades vão a este hotel low profile em busca da paz e da privacidade que só uma praia deserta como Xpu-Ha pode oferecer. Do conforto de passar alguns dias na casa rústica e chique construída por uma duquesa italiana e decorada com obras de arte. Da delícia de ter o melhor da cozinha mexicana a alguns passos da rede na varanda. Do azul-turquesa hipnotizante das águas do Caribe. E de inspiração.

No final do ano passado, o Esencia chegou a 40 quartos e suítes. Não há dois iguais. Em comum, todos têm o branco como cor predominante e muitas janelas que emolduram os azuis do mar e os verdes da luxuriante selva da Península de Yucatán. Alguns oferecem varandas e chuveiros ao ar livre, outros dispõem de banheiras com vista para o Caribe e os jardins. Sempre com uma trilha sonora personalizada. As músicas do hotel foram escolhidas pelo DJ francês Michel Gaubert, especialista em trilhas para desfiles de moda de maisons de alta-costura como Chanel e Dior.

Além de novas suítes, o Esencia inaugurou seu terceiro restaurante, Mistura. Instalado em uma palapa (construção com teto de palha) na praia, é comandado pelo chef grego Dimitris Katrivesis, que faz um mix de cozinha peruana e asiática com toques mexicanos. Em determinados meses do ano, o jantar pode até ser servido na areia. Mas não durante a alta temporada, no inverno, porque tartarugas marinhas fazem ninhos em Xpu-Ha.

O adorável Esencia fica a apenas uma hora de carro ao sul do aeroporto de Cancún e a um mundo de distância dos resorts all-inclusive da cidade. Não se deixe enganar pelas fotos do casamento de Jason Wu publicadas no Instagram com a hashtag #RangelWu. Rapazes sem camisa servindo shots de tequilla e modelos em vestidos de festa dentro das duas piscinas de frente para o mar estavam no Esencia apenas para a celebração. Até podem voltar, se você organizar uma fiesta por lá. Caso não, o dia a dia do lugar é dos mais tranquilos.

Para alguma agitação, a 20 minutos de carro ao norte fica Playa del Carmen, com barracas de praia sofisticadas, bons e movimentados restaurantes e animadas casas noturnas. Do século XIII, as belas ruínas de Tulum estão ao sul, à beira-mar, a 30 minutos de carro. Mas lembre-se que de agora em diante o calor só aumenta, assim como a chuva. O risco de furacões na Riveira Maya é maior nos meses de setembro e outubro. Depois recomeça a alta temporada.

Jornalista especializada em estilo de vida, gastronomia e viagens. Anda pelo mundo desde sempre a passeio e a trabalho. Ex-editora de turismo do jornal O Globo, hoje colabora com diversas publicações no Brasil. Gosta de visitar novos lugares, de rever velhos conhecidos e de contar histórias que levem os outros a viajar. Suas viagens estão em tempo real no Instagram @CarlaLencastre. View all posts by Carla Lencastre