Elon Musk, fundador da montadora de carros elétricos Tesla, é um dos bilionários mais polêmicos e visionários do mundo. Entre seus planos, estão construir carros elétricos de luxo e acessíveis, baterias de energia solar, colonizar Marte e outros planetas e resolver o trânsito em grandes cidades com extensas redes de túneis.

Conseguiu a façanha de criar quatro empresas com valor superior a 1 bilhão de dólares: o meio de pagamento PayPal, a fabricante de foguetes SpaceX, a montadora de carros elétricos Tesla e a SolarCity, fabricante de baterias incorporada à Tesla em 2016. 

Intenso em todas suas empreitadas, chegou a trabalhar 100 horas por semana para o lançamento do Model 3 da Tesla, dormindo no escritório e com impactos em sua vida pessoal. Valeu a pena. A Tesla atingiu valor superior a 100 bilhões de dólares em janeiro, tendo mais do que dobrado de tamanho desde o início do ano. 

Hoje, 21, o presidente da República, Jair Bolsonaro, pegou os brasileiros de surpresa ao afirmar em sua conta do Twitter que vai buscar nos Estados Unidos uma fábrica da Tesla para o Brasil. Para especialistas do setor automotivo, entretanto, é improvável que o investimento aconteça.

As empreitadas do empresário nascido na África do Sul chamam a atenção e a sua visão para o futuro da humanidade é inspiradora e, por vezes, difícil de acreditar. Embora ele trabalhe para desenvolver tecnologia aeroespacial e levar a humanidade para além do planeta Terra, suas visões sobre a inteligência artificial são bem mais críticas.

Facebook Comments