Todos os anos, vários fabricantes vendem milhões de dispositivos com o sistema Android para seus consumidores de todo o mundo. A estabilidade de todo esse processo é em grande parte devido à gestão inteligente da Google, sustentada pelos princípios de código aberto. Mas muita coisa mudou desde que quando o Android foi inicialmente lançado, há mais de uma década. Aqui estão algumas curiosidades que você talvez não saiba sobre o sistema operacional de dispositivos móveis mais popular do mundo.

2. Esse sistema operacional foi desenvolvido originalmente como uma plataforma para equipar câmeras digitais. No entanto, os fabricantes decidiram mudar o foco para os smartphones e tablets quando perceberam o grande potencial que o sistema tinha.

3. O Android é um software de código aberto, o que dá aos usuários ou interessados ​​a opção de modificar o código-fonte do sistema. Isso permite que os fabricantes de smartphones adicionem inúmeros recursos ao sistema operacional antes de lançar seus produtos.

4. Com exceção do Android 1.0 e 1.1, todas as outras versões receberam nomes de doces e sobremesas como Jelly Bean (jujuba), Ice Cream Sandwich (sanduíche de sorvete) e Honeycomb (favo de mel). As versões também costumam adotar nomes em ordem alfabética.

7. O famoso mascote do sistema operacional da Google foi criado pela designer russa Irina Blok, quando ela ainda trabalhava na empresa. Segundo ela, a inspiração para a criação do robozinho veio dos desenhos das portas de banheiros que distinguem qual é destinado à homens e mulheres. Irina disse que a única exigência feita pela direção da empresa era que o mascote fosse um robô.

9. O Honeycomb é até hoje a única versão do Android que nunca foi oficialmente lançada para smartphones. Projetado especificamente para tablets, essa versão logo recebeu um grande número de críticas negativas de usuários e desenvolvedores, sendo substituída posteriormente pelo Android 4.0 Ice Cream Sandwich.