Os cinéfilos paulistanos receberão nesta quarta-feira, 24 de julho, um novo festival para prestigiar. A 14ª edição do Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo apresentará até o dia 31 de julho um total de 148 produções (um recorde no histórico do evento). A abertura será marcada com a exibição gratuita de “Fakir”, dirigido por Helena Ignez. Aberta ao público, acontecerá no Memorial da América Latina, às 19h30.

Já na quinta, o festival prosseguirá com a sua programação no Auditório Simón Bolívar e Auditório da Biblioteca Latino-Americana (ambos do já citado Memorial da América Latina), Cinesesc, Spcine Olido, Spcine Centro Cultural São Paulo (CCSP) – Sala Paulo Emílio, Auditório Rubens Borba de Moraes da Biblioteca Mário de Andrade e Sala Umuarama do Instituto CPFL (em Campinas).

Além do “Fakir”, “No Coração do Mundo” de Maurilio Martins e Gabriel Martins, “Eldorado, Mengele Vivo ou Morto?” de Marcelo Felipe Sampaio, “Ensaio Sobre o Fracasso” de Cristiano Burlan, e “A Mulher da Luz Própria”, de Sinai Sganzerla, são os filmes que terão a sua première no Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo. A seleção contemplará outros 15 países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, Guatemala, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Porto Rico, Uruguai e Venezuela.

Debates, encontros, oficinas e sessões especiais também fazem parte desta edição do festival, que ainda prestará homenagem às realizadoras Tata Amaral e Cláudia Priscilla, à atriz Léa Garcia e ao ator chileno Patrício Contreras. Com curadoria e direção assinadas por Jurandir Müller e Francisco Cesar Filho, o Festival de Cinema Latino-Americano de São Paulo terá entrada gratuita ou preços acessíveis (de R$ 5 a R$ 12). Para saber mais, consulte o serviço abaixo.

Facebook Comments