Atual campeão, o New England Patriots recebeu o Tennessee Titans e foi eliminado após uma derrota por 20 a 13. A equipe não caia tão cedo em uma temporada há 10 anos, quando, também no Wild Card (seu último até o de hoje), foi superado pelo Baltimore Ravens. Tudo isso no que pode ter sido a última partida da carreira de Tom Brady, que ainda não decidiu sobre seu futuro.

O craque ficou devendo, e os problemas que já eram escancarados desde a metade da temporada ficaram ainda mais claros. Os Titans se aproveitaram, defenderam muito bem e viram Derrick Henry ter uma partida histórica.

Quando os Patriots tinham a chance de abrir, a defesa de Tennessee brilhou. O time de New England teve três chances de fazer o TD da linha de uma jarda, mas não passou pela barreira defensiva e teve que se contentar com um field goal. Na sequência, veio a virada dos Titans em uma campanha fenomenal de Derrick Henry. O running back correu todas as 75 jardas que o time avançou e fez o TD. Com isso, o craque já passou de 100 jardas antes do intervalo.

O placar se manteve o mesmo durante todo o terceiro quarto, muito fraco ofensivamente. Nenhuma equipe avançou mais de 32 jardas em uma campanha, e sempre acabaram devolvendo a bola para o adversário.

Para abrir os últimos 15 minutos, Ryan Tannehill cometeu o primeiro turnover da partida e foi interceptado por Duron Harmon. Entretanto, os Patriots sequer conseguiram uma primeira descida, e a bola já voltou para os visitantes.

As defesas seguiram predominantes, e quando os Patriots pareciam ter a campanha da virada, Edelman errou, Brady não foi à altura de seu nome, e eles devolveram a bola para os Titans com 3:10 minutos. A partir dalí, os Titans só não podiam perder a bola, e assim fizeram. Henry correu muito bem, Tannehill acertou passes precisos, inclusive em terceira descida, e a bola voltou para os Patriots com 15 segundos no relógio.

Sua primeira corrida negativa na partida veio apenas em sua 20ª tentativa, e com suas mais de 100 jardas no primeiro tempo, quebrou um tabu que seguia desde 2001: chegar aos três dígitos com as pernas em uma partida de playoffs nos primeiros 30 minutos.

Comentários