– Parecia que eu estava nadando na direção errada. Todos estavam saindo, e eu estava indo em direção ao palco. A bomba explodiu e eu olhava para aqueles jovens adultos com medo nos olhos. As pessoas estavam pulando dos acentos mais altos para sair. Eu não sabia para onde estava indo. Só saiba que estava indo para minha filha. Não sendo super dramática -eu sofro com isso todos os dias- mas eu não sabia o que iria encontrar quando chegasse nela.

As duas então ligaram para o empresário de Ariana e foi aí que surgiu o show One Love Manchester, que conseguiu arrecadar 23 milhões de dólares para as famílias que sofreram com o atentado. Em poucas palavras, Ariana falou sobre o sentimento que ainda a cerca:

– Você ouve sobre essas coisas. Você vê isso nos noticiários, você tuíta a hashtag. Já aconteceu antes e vai acontecer de novo. Isso te deixa triste, você pensa um pouco sobre isso, e então as pessoas seguem em frente. Mas quando você passa por isso, ali in loco, você pensa em tudo de forma diferente. Tudo é diferente.

Ariana lançará seu mais novo álbum, intitulado Sweetener, no dia 17 de agosto, mas felizmente os fãs terão uma nova prévia dele no dia 20 de julho, com o lançamento da música God is a Woman. Em seu Twitter, a cantora tem publicado alguns trechos da canção, incluindo um polêmico em que ela diz: Vagina é um privilégio! Confira alguns dos outros trechos traduzidos, a seguir:

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.