Os Backstreet Boys estão levando os fãs a uma verdadeira jornada nostálgica esta semana. O quinteto celebra os 20 anos do álbum “Millenium”, primeiro disco do grupo a conquistar o primeiro lugar na parada da Billboard, com vários conteúdos de bastidores. Os BSB entregam curiosidades das gravações e edições dos clipes, turnês e estimulam os fãs a comentarem como foi a era “Millenium” com hashtag especial nas redes sociais – algumas mensagens compartilhadas com carinho pela conta oficial do grupo.

Nos bastidores de “The One”, por exemplo, os rapazes contam que a música não havia sido escolhida originalmente como single do disco (a música venceu uma enquete no TRL com uma ajudinha de Nick Carter) e que foi o clipe, co-dirigido por Kevin Richardson, mais fácil de ser montado já que possui apenas cenas de turnê e do passado.

Em “Show Me The Meaning of Being Lonely”, o grupo relembra momentos pessoais, um “tributo a amigos perdidos e família” como a cirurgia de Brian Littrell que ainda se arrepia ao assistir ao clipe, a perda de uma amiga de AJ McLean em um acidente de carro, e as mortes do pai de Kevin e da irmã de Howie.

Em “Larger Than Life”, o lembrete que é (até hoje) um dos clipes mais caros da história (2 milhões de dólares, rendendo entrada no Guinness Book) e a presença de um ex-figurante do clipe de “Everybody (Backstreet’s Back)”. A música era a favorita para ser o single principal do “Millennium”.