A atriz que acusa as Kardashians de enriquecer com 'sangue e diarreia de adolescentes'

A atriz, modelo e ativista britânica Jameela Jamil admite que usa palavras fortes para atrair holofotes sobre como celebridades usam a fama para vender “produtos tóxicos” para crianças no Instagram.

“Não há regulação, não há implicações legais para o que elas fazem. Elas estão vendendo produtos tóxicos, que em geral são laxantes, sem declarar que são laxantes”, afirmou Jamil em entrevista ao programa da BBC HARDtalk.

“Estamos vivendo em um tempo realmente bizarro, no qual celebridades têm carta branca para vender o que quiserem, como quiserem, a fim de impressionar os jovens.”

“É particularmente chocante quando uma mulher, ainda mais uma mulher de cor, põe para fora. Porque nós somos quem mais sofre pressão para ser obediente. Eu estava de fato com raiva. Não é uma tática para chocar. Extravasou, e eu não costumo ter filtro.”

A atriz e ativista de 33 anos, que ganhou fama inicialmente como apresentadora de rádio da BBC no Reino Unido, se mudou recentemente para Los Angeles, onde é conhecida tanto por seu papel na série cômica The Good Place quanto por seu ativismo.

Com frequência, ela faz críticas públicas a celebridades como as Kardashians, por promoverem produtos para perda de peso no Instagram sem informar os ingredientes.

“Por alguma razão, elas podem postar uma foto mentirosa com Photoshop pesado, enquanto tomam essa ‘vitamina’ e chupam esse pirulito, ou comem uma banana mágica que emagrece ou qualquer coisa que elas queiram vender. Mas não atribuem o físico delas a personal trainers, cirurgiões, cozinheiros particulares e uso pesado de Photoshop.”

Diversos ativistas afirmam que a aparência física projetada por celebridades tem um impacto direto no grau de confiança de garotas jovens que adotam medidas extremas para perder peso.

Leia também  Prestes a se casar com advogado de Neymar, Babi Beluco faz chá de lingerie com Renata ...

O Instagram afirma que removerá qualquer conteúdo com promessas “milagrosas” sobre dieta ou perda de peso que esteja ligado a uma oferta comercial, como um cupom de descontos.

Em uma das maiores pesquisas sobre o assunto, a Fundação de Saúde Mental no Reino Unido identificou que 1 em cada 8 pessoas com 18 anos está tão transtornada com sua aparência física que já cogitou tentar o suicídio.

Kim Kardashian West afirmou: “Você terá uma reação por quase tudo, desde que goste ou acredite, ou que valha a pena financeiramente, qualquer que seja a sua decisão, desde que você esteja de acordo, está tudo bem.”

“Então venda heroína para crianças, contato que você apoie, tudo bem. Não estou dizendo que é isso que ela vende, só estou dizendo que o ethos é o mesmo.”

Ela disse que não tem um cozinheiro particular e escolhe publicar seus exercícios exatos no Snapchat para mostrar todo o trabalho que ela faz para manter sua silhueta.

“Se você fez uma cirurgia, não finja que não fez uma cirurgia. Se você quer que seu rosto seja refeito, se você quer parecer um leão ou uma girafa, faça o que quiser, mas apenas seja transparente.”

“Exijo transparência das celebridades. É o mínimo que podemos fazer, somos modelos e devemos isso aos jovens que nos admiram. Seja transparente e diga a verdade.”

“Estou atuando em uma plataforma de ativismo para jovens marginalizados que não têm meu privilégio. Quero trazer para a vida deles a visão deles. É apenas um espaço seguro na internet”.