Curtinho, base reta e ar adoravelmente despojado. Ele veio nas últimas temporadas, mas promete se firmar nos próximos meses com o comprimento ainda menor: é o corte blunt bob, apontado como uma das principais tendências para os cabelos em 2020. 

São vários os indícios para isso. Nas semanas de moda internacionais do começo do ano, foi fácil encontrá-lo. A top brasileira Mariana Santana, por exemplo, optou pelo estilo para o desfile da Bottega Veneta. Modelos da Saint Laurent, Ferragamo e Dior também cruzaram as passarelas com os fios desse jeito. As atrizes que flertam com a moda já aderiram, claro. Uma das primeiras foi a norte-americana Margot Robbie. No Brasil, Bruna Marquezine, Marina Moschen e Agatha Moreira mantêm o corte. 

Para o visagista Alexandre Quites, um dos experts da Kérastase em BH, que atende no salão Petty Instituto de Beleza, são vários os motivos que fazem do blunt bob um sucesso. “A principal razão é a sua praticidade. Ele pode ser usado liso, escovado, molhado, com texturizador beach waves, dando um ar de praia, com chapinha, com babyliss. Ele traz essa mulher dinâmica, que quer estar pronta, quer um cabelo versátil”, pontua. Sócio e cabeleireiro no salão Marcos Proença, bastante procurado pelas celebridades Tiago Aprigio, embaixador máster da Keune, cita outras razões: “É um corte de fácil manutenção, moderno e elegante, e é fácil personalizá-lo para diversos formatos de rosto”, lista.

Quites explica que, para se conseguir os cortes, são necessários diferentes tipos de material: a estrutura reta é normalmente feita com uma tesoura fio navalha; para dar leveza às pontas, segue-se com um gradação, garantindo o caimento perfeito. Em alguns casos, a navalha é o truque final. 

E há pré-requisitos para aderir ao corte? Para Aprigio, só é preciso “coragem, atitude e desapego com o cabelo comprido”. No entanto, Quites pondera que os cabelos cacheados merecem mais atenção. “É um tipo de corte que pode ser adaptado para vários tipos de cabelo –– liso, ondulado, cacheado –– mas ele fica melhor do liso ao ondulado, porque o cacheado acaba perdendo um pouco do movimento, já que a base é reta. Porém, não é impossível fazer. Só é precisa ter mais técnica”, explica. E quem quer um cabelo com mais personalidade pode misturar estilos e investir no blunt com franja: “Traz mais identidade, modernidade e fica bacana pra quem tem cabelo cacheado. É uma ótima opção para quem quer volume poderoso na frente”, afiança Quites. 

Leave-in, pomadas ou sprays, além dos citados modeladores, ajudam a arrumar os fios rapidamente. “Para finalização diária, indico protetor térmico, escova e secador e para quem quiser valorizar a textura, um modelador de ondas”, diz Aprigio. E os fios não precisam ser apenas soltos, ok? “Pode usar preso na orelha –– fica chique e charmoso –– ou prender uma parte em dois coquinhos e deixar o resto soltinho, para um street style muito legal”, ensina Quites. 

Long bob. Corte que deixa o cabelo mais ou menos no comprimento do ombro, mas com a parte da frente geralmente um pouco mais alongada que os fios da parte de trás. 

Blunt cut. Corte que traz um cabelo extremamente reto, ou seja, com comprimento igual em todas as partes.Chanel. Clássico do início do século XX. É um pouco mais comprido que o blunt bob, mas não alcança os ombros. O cabelo é mais retinho e, ao mesmo tempo, assimétrico.   

Comentários