Laços de Família, A Força do Querer e Escrava Mãe crescem na última semana do ano

Esse conteúdo não pode ser exibido em seu navegador.

Vera Fischer (Helena) em Laços de Família, Paolla Oliveira (Jeiza) em A Força do Querer e Gabriela Moreyra (Juliana) em Escrava Mãe: três novelas ampliaram média semanal em pleno Réveillon (Imagens: Reprodução / Globo – Record)

As novelas sempre perdem audiência com feriados prolongados, como o de Réveillon – ainda que viagens e aglomerações estivessem, por recomendações expressas das autoridades de saúde, proibidas em decorrência da Covid-19. De 11 títulos em exibição na TV aberta, mais precisamente na Globo, na Record e no SBT, três ampliaram suas médias semanais entre 28 de dezembro e 1° (ou 2) de janeiro: Laços de Família (2000), A Força do Querer (2017) e Escrava Mãe (2016).

Cartaz do Vale a Pena Ver de Novo, Laços de Família saltou de 16,4 (21 a 25 de dezembro) para 16,8 pontos. Em foco, o noivado de Camila (Carolina Dieckmann) e Edu (Reynaldo Gianecchini), bem como a aproximação de Helena (Vera Fischer) e Miguel (Tony Ramos).

A Força do Querer subiu de 25,8 para 25,9 de média. A narrativa compreendeu a desavença entre Bibi (Juliana Paes) e Jeiza (Paolla Oliveira); as duas chegaram às vias de fato. Também a “prisão” de Silvana (Lilia Cabral) em um cassino clandestino e o envolvimento de Joyce (Maria Fernanda Cândido) com Leandro (Marcelo Airoldi).

As demais tramas veiculadas pela Globo bateram recordes negativos de média semanal. Malhação – Viva a Diferença (2017) caiu de 16,5 para 15,9 pontos. Flor do Caribe (2013) foi de 18,7 para 17,8. E Haja Coração (2016), embora às vésperas da virada, com o quase casamento de Tancinha (Mariana Ximenes) e Apolo (Malvino Salvador), saiu de 21,8 para 21,6.

Leia também  Sucessora de Ellen Roche, Ana Beatriz Godoi acumula 17 anos de experiência e retorna à frente ...

Na Record, Escrava Mãe cresceu com as desconfianças de Juliana (Gabriela Moreyra) sobre a paternidade do filho de Maria Isabel (Thais Fersoza) e a descoberta do parentesco de Catarina (Adriana Lessa), a Condessa, e Esméria (Lidi Lisboa): 4,5 para 4,6 de média.

Amor Sem Igual, por sua vez, caiu de 9 para 8,4. A reapresentação de Jesus (2018) foi de 7,1 para 7.

As Novelas da Tarde do SBT oscilaram para baixo, tal qual boa parte dos folhetins das concorrentes. Antes com 4,6 pontos, Triunfo do Amor fechou a última semana com 4,5. Quando me Apaixono, dos 5,8 de média, ficou com 5,5. E Chiquititas (2015), em sua terceira passagem pelo horário nobre, manteve 5,9.

Os dados são referentes a Grande São Paulo.

Duh Secco

Duh Secco é  “telemaníaco” desde criancinha. Em 2014, criou o blog “Vivo no Viva”, repercutindo novelas e demais atrações do Canal Viva. Foi contratado pela Globosat no ano seguinte. Integra o time do RD1 desde 2016, nas funções de repórter e colunista. Também está nas redes sociais e no YouTube (@DuhSecco), sempre reverenciando a história da TV e comentando as produções atuais.