Luxo, perigo e Diana: Os altos e baixos da viagem de Kate e William ao Paquistão

Por iG Gente | 18/10/2019 07:43 – Atualizada às 18/10/2019 07:46

Na última segunda (14) Kate Middleton e Príncipe William desembarcaram no Paquistão. Segundo comunicado emitido pelo Palácio de Kensington, esta é a viagem Real de maior complexidade já feita pelo casal.

A visita tem alta importância, pois têm como objetivo apaziguar relações entre as nações e melhorar a imagem do país como destino turístico. Além disso, desde 2006 nenhum membro da Família Real visitou o local. Antes de Kate Middleton e William, os últimos a pisar em solo paquistanês foram Príncipe Charles e Camilla, a Duquesa de Cornualha.

Nesta sexta-feira (18) os nobres encerraram a visita ao Paquistão. Com base nisso, o iG Gente selecionou os pontos altos e baixos da viagem mais delicada feita por Kate e William.

Sob a guarda de mais de mil homens, o casal chegou à capital Islamabad na tarde de segunda (14). Ao descer da aeronave, uma RAF com uma equipe de 14 pessoas, incluindo seus secretários pessoais – Simon Case e Catherine Quinne, e a responsável da comunicação, Christian Jones -, eles foram recebidos com um tapete vermelho.

De início soou como coincidência, mas após algum tempo ficou evidente que o casal teve intenção de prestar homenagem e seguir o roteiro feito por Diana, quando a mesma visitou o país.

Os indícios começaram quando a Duquesa de Cambridge desceu da aeronave vestindo um modelito à la Diana, combinando as cores, o estilo e abusando pouco da personalização.

Mais tarde, ao visitar o distrito de Chitral, na província de Khyber Pakhtunkhwa, a mesma foi fotografada com vestimentas simbólicas, assim como sua sogra, o que corroborou a suspeita de que ela, junto do marido, estaria não só seguindo os passos da Princesa de Gales, mas também o roteiro feito por ela em 1960, um ano antes de sua morte.

Leia também  Brecha em celulares da Samsung pode estar sendo usada para roubar dados de celebridades

No segundo dia, o Príncipe e sua esposa se uniram a moradores da cidade paquistanesa de Lahore para uma partida de críquete antes de visitar um hospital oncológico.

No quarto dia, após visitar um orfanato, o Duque fez comentários sobre a turnê, Kate aproveitou para dizer que o casal ficou “comovido e tocado” pelas experiências no país.

Mais tarde eles foram a outro hospital, este fundado por Imran Khan, amigo da família do Príncipe e atual primeiro-ministro paquistanês. Em 1996, Diana fez uma visita de grande repercussão ao complexo.

Além de conhecerem a cultura local e serem presenteados com vestes e livros, o Duque e a Duquesa de Cambridge estudaram os efeitos das mudanças climáticas durante a viagem.

Mas nem tudo são flores, na última quinta (17) o avião de William e Kate foi impedido de pousar no aeroporto da capital do Paquistão devido as fortes chuvas na região. O piloto teve de abortar o pouso duas vezes, após isso, a aeronave foi obrigada a retornar a Lahore.

William, que já atuou como piloto de helicóptero, disse à imprensa após o pouso que ele e Kate estavam bem, brincando que os problemas aconteceram por ele estar pilotando o avião.

A visita de Kate Middleton e Príncipe William ao Paquistão encerra-se nesta sexta-feira (18). Apesar dos contratempos, o saldo mostra-se positivo, tanto para as políticas internacionais e o turismo, quanto para os integrantes da Família Real
.