Entre as obras escolhidas está o documentário A Foley Artist, que conta a história de Mr. Hu Ding-Yi, o especialista taiwanês mais experiente em arte de foley, técnica que consiste em adicionar efeitos sonoros aos filmes, como sons de passos e portas se abrindo e fechando. Apesar de sua expertise, Ding-Yi enfrentou uma crise profissional, já que seu trabalho começou a ser substituído por recursos de sonorização digitais e passou a ser considerado obsoleto. Ao todo, ele dedicou 40 anos ao exercício dessa função, participando de 70 produções cinematográficas. 

Além do filme dirigido por Wan-Jo Wang, integra a programação o filme Dust in the Wind (Poeira no vento), de Hou Hsiao-Hsien. O filme compõe a trilogia do diretor e explora o processo de amadurecimento do garoto Ah-yuan, que se alista ao Exército e acaba perdendo seu amor de infância. 

No dia 12 de outubro, o público poderá conferir uma exibição seguida de debate. Na data, haverá uma sessão de Crystal Boys (Rapazes Cristais), obra que denuncia a homofobia em Taiwan, na década de 1970. A dimensão da obra ganhou força este ano, quando Taiwan se tornou o primeiro país da Ásia a legalizar o casamento homoafetivo. 

“Tivemos um divórcio com a sociedade, e a forma de retomar isso é voltar a responder os anseios dos brasileiros”, disse Maia durante Melhores da Dinheiro 2019

Durante discurso de abertura da Melhores da Dinheiro 2019, presidente executivo da Editora 3 ressaltou melhora do humor do brasileiro para avanço do ambiente de negócios

Foi como se uma nova brisa de otimismo tivesse tomado conta do empreendedorismo brasileiro. Aqui e no mundo, todos sabem, essa é a força vital que move transformações. O primeiro e talvez mais consistente instrumento de reação à paralisia econômica e à recessão que castigaram o País por ao menos quatro anos

Fundador da Localiza, maior locadora de automóveis do País, SALIM Mattar está à frente da secretaria criada especificamente para cumprir uma das promessas de campanha de Bolsonaro: tirar do Estado tudo aquilo puder ir para a iniciativa privada. Nesta entrevista exclusiva, ele detalha seus planos para “transformar o Brasil em uma sociedade aberta e no caminho da prosperidade”

Apesar da deterioração do cenário externo e da frustração do crescimento econômico, a consistência dos resultados garantiu ao Itaú Unibanco a premiação no setor pelo terceiro ano consecutivo

Com ênfase na tecnologia e na qualidade do atendimento, o Agibank é o vencedor na nova categoria Bancos Digitais. E a aposta é encerrar 2020 com dois milhões de clientes

Ao manter e aprofundar a estratégia desenhada em 2016, o BTG Pactual conseguiu superar as turbulências de 2018 e voltou a ser o melhor na categoria de instituições financeiras sem redes de agências

A companhia gaúcha encontrou a fórmula certa para expandir suas fronteiras e se consolidar como uma das maiores do agronegócio brasileiro. Em 2018, o crescimento foi de 13% em relação ao ano anterior

Como as grandes empresas brasileiras, com destaque para a BRF, investem para colocar comida melhor e mais acessível no prato de uma população global crescente e com fome de novidades

Diante da grave dos caminhoneiros, a distribuidora de gás liquefeito de petróleo (GLP) da Petrobras investiu em inovação e viu sua rentabilidade saltar. A geração de caixa da empresa em 2018 chegou a R$ 273,4 milhões, mais de 100% acima dos números obtidos em 2017

Após crescer 15,5% em 2018, a Engie do Brasil, subsidiária da companhia francesa, avançou para o mercado de distribuição de gás, seguindo o objetivo global da marca de se tornar a maior distribuidora de energia do mundo. O desafio em terras brasileiras, porém, continua a ser como adequar a alta oferta à procura minguante

A Eurofarma, primeira multinacional farmacêutica de capital 100% brasileiro, se torna a segunda mais prescrita do País e busca repetir o mesmo sucesso no exterior – onde já conta com 20 operações próprias

Unimed seguros saúde se destaca em um ambiente desafiador, com o envelhecimento populacional e o aumento galopante nas despesas médicas, com ajustes quase quatro vezes acima da inflação

Com 1.000 carros-fortes distribuídos por todas as regiões do País, o Grupo Protege avança no mercado de soluções em logística diversificando a oferta de produtos para pequenos e médios varejistas, além de cooperativas de crédito

Diante da necessidade de se reinventar, o Serpro, maior estatal de serviços de tecnologia da informação do Brasil, aprimorou a sua governança corporativa, investiu em inovação e encontrou na iniciativa privada um novo nicho de mercado

Enfraquecida diante da concorrência estrangeira, a indústria química e petroquímica viu seus lucros subirem devido a uma alta nos preços internacionais. Exigindo competitividade, o mercado se acirrou. Gigantes do setor continuam a enfrentar problemas estruturais, mas as pequenas empresas podem dar um exemplo do que se pode fazer

O casamento da Fibria com a Suzano Papel e Celulose busca somar as melhores qualidades das duas empresas em uma companhia pronta para atender um mercado cada vez mais exigente e demandante de produtos amigáveis ao meio ambiente

Conhecida por seu pioneirismo nos tíquetes de alimentação, a empresa do Grupo Endered incorpora vários outros serviços de benefícios para atender a uma base de 130 mil empresas-clientes

Empresa catarinense é bicampeã na categoria Tecnologia, Software e Serviços, em que inovação constante é diretriz invariável, e reforça aposta em Internet das Coisas

As operadoras de serviços de telecomunicações investiram R$ 30 bilhões no Brasil em 2018, montante 7% maior que o do ano anterior. A maior parte desses recursos tem como destino a infraestrutura, mas a líder Vivo tem uma ambição maior por trás de seus aportes: digitalizar o Brasil

Com gestão sólida, foco na qualidade e receita bruta de mais de R$ 800 milhões no ano passado, a construtora Pacaembu conquista, pela quarta vez consecutiva, o título de melhor empresa do setor

Com aumento na produção e maior valor de commodities como milho e soja, a cooperativa de Campo Mourão (PR), que reúne 28,6 mil associados, viu seu faturamento crescer em 35% em 2018, chegando a R$ 14,2 bilhões

Ao lançar novas marcas, abocanhar prêmios que atestam a qualidade de seus produtos, inovar em embalagens sustentáveis, além de criar programas que apoiam o empreendedorismo e projetos sociais, a Ambev registrou um crescimento de 6,9% em sua receita líquida, que em 2018 foi R$ 50,2 bilhões

A empresa italiana que nasceu em 1879 dentro da marca Pirelli é a bicampeã em sua área de atuação segundo os critérios usados no ranking As Melhores da Dinheiro. Líder global no setor de cabos, ela faturou R$ 1,9 bilhão no Brasil no ano passado, um de 22% em relação ao período anterior

Depois de ter atingido, em 2018, os melhores índices de seu segmento em Sustentabilidade Financeira, a Bradesco Seguros segue uma trajetória de êxito: o lucro no primeiro semestre de 2019 é duas vezes superior à média do mercado

Acompanhando de perto as transformações do varejo, as Lojas Americanas quebram as barreiras entre o digital e o mundo físico com um modelo que pretende revolucionar até a forma pela qual os clientes lidam com o dinheiro

Desde a fundação, há 32 anos, um crescimento sustentável permite à empresa de tecnologia se internacionalizAr como poucas. ela hoje atua em 41 países. em 2018, seu faturamento chegou a R$ 3 bilhões e a stefanini segue se expandindo por meio de aquisições

Com ações dentro e fora da empresa nas áreas de educação, empreendedorismo, cultura e sustentabilidade, a líder do setor de telecom no País se torna a cada dia mais relevante em aspectos intangíveis do negócio em que atua

Adquirida pela Suzano Papel e Celulose em janeiro deste ano, a Fibria foi a melhor empresa em recursos humanos de 2018. cabe agora à nova Suzano criar uma cultura corporativa inovadora sem perder Os pilares construídos por gestões distintas

Durante discurso de abertura da Melhores da Dinheiro 2019, presidente executivo da Editora 3 ressalta melhora do humor do brasileiro para avanço do ambiente de negócios

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.