Imigrantes e pessoas em busca de asilo poderão entrar de graça em um cinema italiano. A iniciativa foi lançada pelo perfil no Facebook do cinema Beltrade, em Milão, no norte do país, e começara a operar a partir do próximo dia 22.    “O cinema é mais belo quando fala a língua do mundo”, diz a postagem, se referindo à iniciativa, chamada de “Karmaticket”.    Quem comprar uma entrada no Beltrade pode contribuir com três euros a mais para dar um ingresso a imigrantes ou pessoas em busca de asilo. Os bilhetes serão distribuídos em três fundações que prestam assistência a essas pessoas: a Rete de Scuole Senza Permesso (ou Rede de Escolas Sem Permissão, em italiano), a Sprar e a Fundação A. Abriani, em Milão.    A iniciativa provocou controvérsia na internet entre aqueles que acreditam que a empresa deveria prestar assistência a italianos em dificuldade financeira e não apenas a estrangeiros. O gerente do cinema disse que “esta é uma iniciativa que serve, sobretudo, à integração. Fiquem tranquilos, porque brancos, vermelhos e amarelos que estiverem em dificuldades entrarão tranquilamente no Beltrade, pagando pouco ou até mesmo de graça.