Martin Scorsese diz que maquiagem está com dias contados no cinema: “CGI é outro nível”

Em entrevista com a revista Sight & Sound, o diretor Martin Scorsese revelou acreditar que a maquiagem não será mais usada no cinema em determinado momento do futuro. O cineasta acredita que melhores resultados podem ser alcançados com CGI, que usou para rejuvenescer seus personagens em O Irlandês.

“Existe uma convenção no cinema sobre o uso de maquiagem. Se olhar para um filme mais antigo, havia uma aceitação do público sobre cabelos pulverizados, maquiagem e bigodes falsos. Mas era tudo ilusão”, contou.

Martin Scorsese acrescentou: “Sempre me lembro do grande Dick Smith e da maquiagem de velhice que preparou para Pequeno Grande Homem. Ou a maquiagem de O Homem Elefante. Onde está o coração? Onde está o desempenho? Claro que John Hurt foi ótimo. Mas sabia que era maquiagem, então sabia que era ilusão.”

O diretor acredita que CGI está “em outro nível” e que pode ser “superior em longo prazo”. Foi por causa disso que trouxe essa tecnologia para O Irlandês.

Com direção de Martin Scorsese, O Irlandês chegará à Netflix em 27 de novembro. O elenco conta com astros como Robert De Niro, Al Pacino e Joe Pesci.

Leia também  O que os filmes que concorrem ao Oscar 2020 podem ensinar para a classe médica