X-Men chegou aos cinemas em 2000 e, apesar de não ter sido uma maravilha, recebeu elogios e fez sucesso nas bilheterias. Foi importante para a revitalização dos super-heróis no cinema, depois da grande vergonha que foi Batman & Robin.

O desenvolvimento de X-Men começou 30 anos atrás, quando a Carolco Pictures conversava com a Marvel para comprar os direitos dos mutantes. O projeto teria James Cameron como produtor e Kathryn Bigelow como diretora.

Em 1994, por̩m, a produtora da Fox, Lauren Shuler Donner, fez uma oferta muito melhor, e os X-Men foram para o est̼dio. Ela rapidamente contratou Andrew Kevin Walker (Se7en РOs Sete Crimes Capitais) para desenvolver um roteiro.

Graças a uma nova reportagem do Digital Spy, que teve acesso ao segundo rascunho do roteiro inicial, descobrimos o que aconteceria nele. E teria sido impressionante.

O roteiro começa com Magneto e sua Irmandade dos Mutantes (com Groxo, Blob e Dentes de Sabre) destruindo o edifício da Citicorp em Nova York. O governo pede que os mutantes comecem a se registrar, e vemos uma jovem Jubileu fugindo de sua casa adotiva.

Enquanto isso, os vilões continuam causando estragos, libertando um mutante chamado Fanático de seu transporte para Rikers Island. Os X-Men, em uma formação com Ciclope, Jean Grey, Fera e Homem de Gelo, falham miseravelmente em detê-los.

Por causa do fracasso deles, o Ciclope conversa com o Professor Xavier (que está preocupado com o medo do Senado sobre o “problema dos mutantes”) e revela que quer recrutar um novo mutante para sua equipe. Esse mutante é chamado Logan, que passa a ser chamado de Wolverine.

No entanto, Wolverine se recusa a se juntar aos X-Men e deixa o Departamento Canadense H para ter sua própria missão: descobrir seu verdadeiro passado, já que ele só se lembra de alguns pedaços. Mesmo falhando em recrutar Wolverine, os X-Men recebem Jubileu quando a encontram enquanto ela foge de alguns policiais em um shopping.

Enquanto isso, em sua missão, Wolverine encontra seu ex-parceiro de espionagem, Dentes de Sabre, e os dois se envolvem em uma briga quase fatal. O encontro faz com que Logan repense a oferta dos X-Men, mas Ciclope agora tem um mau pressentimento sobre ele, particularmente por causa de sua tendência de ser imprevisível e violento.

As disputas pessoais são suspensas porque Magneto e sua equipe travam uma guerra contra Nova York e os não-mutantes. Mas as pessoas comuns também são más, e os vilões xenófobos, Henry Gyrich e Bolivar Trask, aparecem em um esforço sádico para erradicar os mutantes.

Magneto, sentindo a oportunidade, manipula Gyrich (que é anti-mutante mas entra em um elo com os mutantes maus) e entrega Xavier e sua escola em troca de poder contar com Fera. Enquanto isso, Wolverine falha em se tornar o novo líder dos X-Men, e para se provar parte para recuperar Fera por conta própria.

Para recompensá-lo, Professor Xavier tenta ajudar Wolverine a descobrir seu passado, entrando em sua mente. Os outros X-Men percebem que Fera está com um dispositivo de rastreamento e os homens de Gryich, incluindo três Sentinelas, estão em fuga.

Mas tudo isso é uma distração, pois durante a luta Magneto mata o prefeito de Manhattan como vingança pelo que os nativos americanos receberam pela ilha (um monte de coisas inúteis), antes de transformá-la em um paraíso para os mutantes. Obviamente, os X-Men derrotam os Sentinelas e seguem para Manhattan.

Imediatamente depois disso, a ação muda para a costa do Brooklyn, onde estão tropas do exército. Acima de suas cabeças, o jato dos X-Men aparece e os soldados observam enquanto ele desce.

O jato deixa cair um bloco gigante de gelo no chão, no qual estão Blob, Magneto, Groxo e Fanático. O roteiro também estabelecia o colapso nuclear em Chernobyl como culpa de Magneto e tinha cenas na Sala de Perigo, muito icônica nos desenhos e nos quadrinhos da Marvel.

O roteiro de Walker aparentemente teria um maior desenvolvimento de equipe e personagens coadjuvantes. Uma das críticas ao filme que chegou aos cinemas em 2000 foi o grande destaque em Wolverine, fazendo com que parecesse uma história só dele.

Há rumores de que, embora esse roteiro tenha sido bem recebido, nunca contou com grande apoio de produtores e executivos da Fox. Posteriormente, acabou sendo reescrito várias vezes por Laeta Kalogridis, John Logan, James Schamus e Joss Whedon.

Comentários