Categorias
Música

Com shows de Larissa Luz e Vandal, música independente terá destaque no Carnaval

O Espaço Cultural da Barroquinha, localizado no Quarteirão
das Artes, será palco da música negra e independente durante o Carnaval 2020. A
festa, que tem como uma das características principais a mistura de ritmos, vai
receber o Origens – projeto inédito que une 35 atrações com suas vertentes
musicais ligadas ao rap, reggae, r&b, funk, pagode eletrônico e outros
ritmos. Os shows ocorrerão sempre a partir das 15h, entre os dias 21 e 25 de
fevereiro.

O Origens foi idealizado por um coletivo artístico independente
e pensado de forma a promover uma experiência singular no Carnaval. A ideia é
aproveitar este período que é tão importante para a cena cultural da capital
baiana utilizando como uma plataforma de visibilidade para os artistas negros e
alternativos.

Dentre os artistas que irão se apresentar está à cantora
Larissa Luz, que apresentará sucessos de carreira e mistura de ritmos em
releituras de faixas conhecidas nacionalmente e internacionalmente.

A cantora se apresenta nesta sexta-feira (21), dia da
abertura da programação do Origens. No mesmo dia, ainda se apresentam Pivoman,
Ziminino, Brena, os Gilsons, Underismo e Rap Nova Era.

Nova geração – Fazendo música desde 2014 e já com um EP na
carreira, o rapper Yan Cloud também fará parte do Origens e levará toda a sua
miscelânea para o Carnaval. Cloud explicou que essa mistura típica de ritmos é
a essência do seu trabalho.

“Vim do hap, mas transito em outros estilos. Misturo hap,
trap e pagodão… Essas são algumas das versões que pretendo fazer no show.
Quem for vai se identificar porque o diferencial é esse. Não é um show como se
espera só do hap, tem a hora dos outros estilos e até do funk”, disse. As
músicas do rapper trazem indignações, falam de empoderamento e autoestima
preta.

Comentários