O cortisol “Hormônio do estresse” é um hormônio produzido pelas glândulas suprarrenais, que estão localizadas acima dos rins. Possui várias funções no organismo, entre elas, controlar o estresse, reduzir inflamações, auxiliar o funcionamento do sistema imune, preservar níveis de açúcar no sangue em valores desejáveis, assim como a pressão arterial. Os níveis de cortisol no sangue variam durante o dia, porque estão relacionados com a atividade diária e a serotonina, que é responsável pela sensação de prazer e de bem-estar. Assim, os níveis de cortisol basal no sangue, geralmente, são maiores de manhã ao acordar, de 5 a 23 mcg/dL, e depois vão diminuindo ao longo do dia para 3 a 16 mcg/dL, sendo que em pessoas que trabalham à noite os níveis se invertem. 

Nosso organismo funciona como uma orquestra, tudo deve estar funcionando em harmonia. Cortisol alto ou baixo demais não é bom. Sendo assim, esse hormônio em valores abaixo do desejável está envolvido com deposição de gordura, isso explica porque muitas vezes indivíduos que seguem a dieta certinha e fazem atividade física regularmente não conseguem emagrecer, estão estressados!. Além de ser preditivo de depressão, cansaço e fraqueza. Por outro lado o cortisol alto no sangue pode originar sintomas como perda de massa muscular, aumento de peso ou diminuição de testosterona

Temos muitos alimentos e fitoterápicos (não vou citar, porque deve ser prescrito por profissional da área) que auxiliam no controle do cortisol, alguns deles: abacate, oleaginosas, semente de girassol, semente de abóbora, frutas cítricas, vegetais verdes escuros, Ttmate, batata inglesa, chá verde