Dezesseis clubes, sete estados e a briga pelo topo da nação: a bola vai subir para o NBB 12! A temporada 2019-20 do Novo Basquete Brasil começa neste sábado repleto de caras novas. A 12ª edição do Campeonato Nacional terá quatro equipes estreantes e mais dois estados sendo representados na maior competição da modalidade no país. O primeiro duelo será entre o Minas Tênis Clube e o Flamengo, atual campeão.Sete estados serão representados no torneio, recorde desde a primeira edição do novo formato da competição, que estreou em 2008. Com a chegada da Unifacisa, campeã da Liga Ouro 2019, o estado da Paraíba será representado pela primeira vez na história do basquete nacional. Outra novidade é a presença do estado do Paraná com a presença do Pato Basquete. Ao Lance!, Kouros Monajdemi, presidente da LNB, garantiu que a nova temporada já pode ser considerada a maior de todas.- Essa será, sem dúvida, a temporada mais expressiva da história do NBB Caixa. Dentro da quadra, mais da metade dos times lutam pelo título e, fora dela, os parceiros da competição vão contribuir muito para o desenvolvimento do basquete brasileiro – analisou Kouros.

Com os novos integrantes e agora com transmissão especial da DAZN, além da Band, a nova temporada do NBB não terá rebaixamento. A decisão foi tomada pelos clubes que formam o Conselho de Administração do torneio.HEGEMONIA RUBRO-NEGRADas onze edições já realizadas, o Flamengo não deu chance para os rivais na hora de garantir a hegemonia do NBB. Dono de seis títulos da competição, o time da Gávea é o atual campeão após ter derrotado a forte equipe do Franca na decisão da última temporada. Dono de cinco dos seis títulos do Fla, Olivinha não esconde a ansiedade por mais uma jornada da competição e liga o alerta para as surpresas que podem pintar na nova temporada.- A gente espera uma temporada ainda mais disputada. Teremos muitas equipes novas, como a Unifacisa, por exemplo, que já vem fazendo um trabalho que já não é de hoje: um projeto que já é um sucesso na Paraíba. Temos que ficar de olhos abertos sempre – disse.Fora do top-4 do país apenas na temporada 2016-17, o Rubro-Negro levantou a taça na estreia do torneio, emplacou um tetracampeonato entre os anos de 2012 e 2016 e se reencontrou com a vitória na última edição. O bom histórico, no entanto, não desvia o foco Fla na hora de analisar a difícil caminhada de mais uma jornada.- A expectativa é sempre a melhor possível. Sabemos que seremos o time a ser batido novamente, até por sermos os atuais campeões. Vamos para a 12ª edição, temos seis títulos, sabemos da responsabilidade. Mas nossa equipe está pronta, temos um time de grande qualidade e vamos lutar muito por mais um título nessa nova temporada – completou.

PAULISTAS NO COMANDOLíder entre os clubes, o estado de São Paulo tem mais duas equipes com vaga garantida no torneio, chegando a nove e sendo a casa de mais da metade dos times que disputarão o NBB. O São Paulo FC subiu para a elite do basquete brasileiro após o vice-campeonato da Liga Ouro e o Renata/Rio Claro está de volta depois de três anos após adquirir os direitos associativos do Macaé Basquete.Entre as curiosidades dos paulistas fica um superclássico do esporte nacional. Corinthians e São Paulo vão protagonizar um confronto de peso na primeira rodada do NBB e prometem aquecer ainda mais uma das rivalidades que dominam o futebol nacional. Vice-campeão com o Franca na última temporada, o ala Jimmy vê como ponto positivo a força do basquete paulista, mas admite que ainda sonha com uma consolidação geral do esporte no país.- Estou desde o início do NBB e fico muito feliz com a evolução que o basquete nacional vem apresentando. Acredito que ainda podemos melhorar, temos muito para isso, mas é uma vitória a cada dia. São Paulo tem mais da metade das equipes do NBB e isso é incrível pra gente, mas sabemos que podemos explorar ainda mais o resto do país. Tenho confiança que nosso basquete vai voltar a estar no topo – analisou o jogador, que teve o discurso endossado pelo ex-companheiro Alexey, agora no Mogi.- Antigamente era difícil de encontrarmos os grandes clubes de camisa no basquete, agora estamos voltando a ter essa presença. Por aqui temos o Corinthians e o São Paulo, o Flamengo e o Botafogo no Rio também. A força da camisa acaba sendo um ponto positivo para a imagem do nosso basquete. Isso é bem legal – comentou o melhor sexto homem da última temporada.

BOTAFOGO BUSCA CONSOLIDAÇÃOApós a participação surpreendente no ano de estreia no NBB, o Botafogo vai para a nova temporada com o objetivo de se consolidar de vez no cenário nacional. Eliminado pelo Flamengo na semifinal da última edição, o Alvinegro se reforçou para o segundo ano consecutivo na elite do basquete nacional e busca firmar de vez o nome entre os melhores do país. Eleito o melhor treinador do NBB 11, Léo Figueiró divide os louros da boa fase, principalmente, com os companheiros de comissão técnica.- Fui muito feliz nas pessoas que busquei para trabalhar junto, desde a comissão técnica até os jogadores. Isso facilitou muito diante de um perfil que eu tracei.Acho que conseguimos as peças que entravam direitinho naquilo que imaginávamos. Isso ajudou muito nesse processo. Uma equipe muito boa, competente e muito compromissada. Isso foi fundamental para que, nesse pouco tempo, a gente pudesse conseguir elevar o nível do Botafogo, chegar numa competição internacional e estar entre as melhores equipes do Brasil – comentou o treinador.

GRINGOS EM CENAAo mesmo tempo em que tem caprichado na hora de revelar grandes craques do basquete, o NBB também tem sido grande palco para os estrangeiros. A lista de gringos que vão disputar o maior campeonato de basquete do Brasil tem aumentado gradativamente e conta com a presença de craques de peso da modalidade. No grupo do atual campeão, três atletas não são brasileiros e, entre eles, um tem roubado cada vez mais a cena: o argentino Franco Balbi. Titular absoluto do Flamengo, o camisa 6 foi um dos destaques na conquista do NBB 11 e terá a companhia dos americanos Zach Graham e Leron Black na nova edição.Além do Flamengo, a estreante Unifacisa também conta com três estrangeiros de peso no elenco. O ala Malcom Miller, o ala David Barnes e o ala-armador Delano Spencer, destaque na liga universitária dos Estados Unidos pelo Tennessee State. Outro gringo que segue em alta no NBB é David Jackson. Atual vice-campeão com o Franca, o norte-americano renovou o contrato com a equipe paulista por mais uma temporada após ser eleito o melhor ala da última temporada.Outros nomes de peso entre os gringos são Shamell, agora no São Paulo, Gelvis Solano, recém-contratado pelo Paulistano, Jamaal, do Botafogo, Fuller, do Corinthians, Bennett, do Pinheiros, Tyrone, do Minas, e Davis, agora no Basquete Cearense. No total, os gringos que atuarão no NBB já passam a marca dos vinte atletas.

ESTREANTE GERA GRANDES EXPECTATIVASResponsável por levar o estado da Paraíba pela primeira vez para o cenário do basquete brasileiro, a Unifacisa é uma das grandes surpresas do NBB 12. A atual campeã da Liga Ouro vai para as quadras querendo manter o sucesso da competição onde garantiu a vaga na elite da modalidade.Com oito anos de existência, a equipe surgiu após um projeto universitário e, após os bons resultados alcançados, chegou ao basquete profissional e tem grande investimento graças ao seu formato “Clube-Empresa”, gerido pelo gerente Eduardo Schafer e o diretor Diego Gadelha.Dono de uma arena de grande estrutura, já tendo conquistado o coração dos paraibanos e recheada de novidades para a disputa do NBB, entre elas o reformulado elenco, a Unifacisa promete ser a grande surpresa da competição também nos fatores extra-quadra. Inspirada na NBA, a equipe conta com uma super produção para todas as vezes que entrar em quadra: mascote, cheerleaders, dj’s e até efeitos especiais nos intervalos dos jogos.

OS CAMPEÕES DO NBB• Flamengo (6)2008-09, 2012-13, 2013-14, 2014-15, 2015-16, 2018-19• Lobos Brasília (3)2009-10, 2010-11, 2011-12• Paulistano (1)2017-18• Bauru (1)2016-17AS EQUIPES DA TEMPORADA 2019-20• São Paulo (SP)- Corinthians, EC Pinheiros, São Paulo FC, Paulistano/Corpore, Sendi/Bauru Basket, São José Basketball, Sesi Franca Basquete, Mogi das Cruzes/Helbor e Renata/Rio Claro Basquete;• Rio de Janeiro (RJ)- Flamengo, Botafogo• Paraíba (PB)- Unifacisa• Paraná (PR)- Pato Basquete• Ceará (CE)- Basquete Cearense• Distrito Federal (DF)- Universo/Brasília• Minas Gerais (MG)- Life Fitness/MinasOS JOGOS DA PRIMEIRA RODADA• 12/10/2019 (sábado)- 12:45 – Minas X Flamengo – Minas Tênis Clube- 16:00 – UNIFACISA X Rio Claro – Arena UNIFACISA • 14/10/2019 (segunda-feira) – 19:00 – Minas X Botafogo – Minas Tênis Clube – 19:30 – Basq. Cearense X Rio Claro – Centro de Formação Olímpica • 15/10/2019 (terça-feira)- 19:30 – Paulistano X São José – Gin. Antonio Prado Jr – 20:00 – Corinthians X São Paulo – Ginásio Wlamir Marques • 16/10/2019 (quarta-feira) – 19:30 – UNIFACISA X Pato Basquete – Arena UNIFACISA – 20:15 – Brasília X Botafogo – Ginásio da ASCEB • 17/10/2019 (quinta-feira) – 19:30 – Paulistano X Mogi – Gin. Antonio Prado Jr • 18/10/2019 (sexta-feira)- 19:30 – Basq. Cearense X Pato Basquete – Centro de Formação Olímpica- 20:00 – São Paulo X São José – Morumbi- 21:10 – Brasília X Flamengo – Ginásio da ASCEB • 19/10/2019 (sábado)- 12:45 – Corinthians X Sesi Franca – Ginásio Wlamir Marques