A Regent Seven Seas Cruises, a principal linha de cruzeiros marítimos de luxo do mundo, inaugurou, em fevereiro, o novo Seven Seas Splendor, o navio que aperfeiçoa o luxo. A embarcação oferece aos seus hóspedes e clientes uma experiência incomparável a bordo e conta com uma série de curiosidades e particularidades de cair o queixo, como o colchão artesanal de US$ 200.000, produzido à mão pela lendária marca sueca Hästens Vividus, que é preenchido com pelo de rabo de cavalo, lã e fibra de algodão. E a lista de espera da suíte, que já dura uma no e meio, e custa R$ 350.000 o casal. Conheça os detalhes desta viagem que é o verdadeiro luxo. 

A exclusiva Suíte Regent é a maior e mais luxuosa acomodação já construída em um navio de cruzeiro de luxo, com mais de 412m² de uma elegância palaciana em pleno mar. O luxo presente no cômodo, aliás, pode ser descrito em uma série de itens, como, por exemplo, o colchão artesanal de US$ 200.000, produzido à mão pela lendária marca sueca Hästens Vividus, que é preenchido com pelo de rabo de cavalo, lã e fibra de algodão. Lençóis de algodão egípcio e travesseiros de pena de ganso do Alaska compõem o cenário perfeito para uma noite de sono inesquecível.

Com 55.254 toneladas e 224 metros de comprimento, o navio conta com cerca de 551 membros da tripulação profissional cuidando de 750 hóspedes em 375 suítes cuidadosamente decoradas, que variam de 28,5 a 412,76m². Os espaços públicos, todos luxuosamente projetados, incluem cinco restaurantes, três bares e lounges, duas piscinas, um teatro com dois níveis, uma série de lojas de grifes e dez conveses. A velocidade de cruzeiro apresentada pelo navio é de 19,5 nós.

O posto de cruzeiro mais luxuoso e elegante do mundo, ocupado pelo Seven Seas Splendor, não é uma mera casualidade. A embarcação possui uma coleção de arte permanente avaliada em US$ 5 milhões. São 300 peças originárias de galerias e artistas de todo o mundo, incluindo, duas obras de Pablo Picasso, uma delas inserida na Regent Suíte, a mais imponente do navio, e outra de Joan Miró. A coleção inclui desde pinturas à óleo, litografias e esculturas em bronze e outros materiais.

Em homenagem ao tempo que as bibliotecas eram construídas para leitura e relaxamento, a Library do Splendor oferece um rico acervo com títulos selecionados, que variam de guias de destinos específicos aos livros de mistérios mais vendidas do mundo. Uma vasta coleção de volumes de literatura clássica também se faz presente neste discreto e acolhedor tesouro do saber em alto mar.

É possível fazer aulas de culinária inspiradas em destinos com o programa Culinary Arts Kitchem. A atividade tem duas horas de duração e é realizada em estações de trabalho individuais, equipadas com cooktops de indução top de linha, pias de aço inoxidável e uma coleção abrangente de itens essenciais de cozinha adicionais. O centro de culinária de última geração também possui janelas do chão ao teto para oferecer vistas magníficas da vista para o oceano a partir de sua posição no convés 11.

Uma extensa carta de vinhos com mais de 1.000 rótulos premiados compõem a adega dos principais restaurantes e dão muito mais sabor e vida ao harmonizar com os espetaculares pratos servidos.

Durante sua temporada inaugural de 2020, o navio navegará pelo Caribe e pelo Mediterrâneo, sendo liderado pela veterana capitã Serena Melani, com mais de 30 anos na indústria marítima. Ela é a primeira mulher na história a comandar um navio em sua viagem inaugural.

Além de uma “senhora” coleção de arte avaliada em US$ 5 milhões, os hóspedes do Splendor podem se maravilhar ainda com cerca de 500 lustres de cristal espalhados pelo navio. Destaque para a peça inserida no atrium do navio, que é de singular beleza!

Que a Regent Suíte é a maior e mais luxuosa acomodação já construída em um navio de cruzeiro você já sabe. Mas e se eu te disser que mesmo custando a partir de R$ 350.000 o casal, ela já está com um ano e meio de fila de espera? Surreal, né?

Há quem diga que Gigi Furacão é uma das favoritas pra ganhar o programa. Saiba o que os amigos, a família e os internautas estão achando da performance da capixaba na casa mais vigiada do Brasil

Pesquisa mostra que quase metade das famílias brasileiras, 47,5%, já são chefiadas por mulheres. E se falarmos de mulheres negras esse número sobe para 55,5%

Comentários