Brasil e México: de lideranças regionais na economia a mundiais em telenovelas, veja …

A disputa entre Brasil e México por uma das vagas na próxima fase da Copa do Mundo tende a ser acirrada em campo. Os dois times protagonizaram duelos duros, como a final da Olimpíada de Londres, vencida pelos mexicanos, ou o 0 a 0 da Copa de 2014.

Mesmo após dois anos de forte recessão e da retomada lenta do crescimento, o Brasil segue firme como o maior PIB da região. No mundo, ocupa a nona colocação, cinco posições à frente do México (veja ranking da América Latina abaixo).

Assim como no Brasil, o cenário eleitoral mexicano — o país elegeu o novo presidente neste domingo (1º) — deixou os investidores preocupados. A incerteza maior, porém, recai sobre a economia brasileira. O dólar, inclusive, voltou a subir neste semestre e fechou em R$ 3,8766 na sexta-feira passada (29).

Além do futebol, o gosto pelas telenovelas une brasileiros e mexicanos. As duas nações são as principais exportadoras de produções para o mundo. Avenida Brasil, da Rede Globo, e Maria do Bairro, da Televisa, ganharam mais de 100 países pelo planeta.

Mas o número de pessoas mortas no Brasil nas mãos de criminosos é ainda maior: o ano passado registrou quase 60 mil vítimas de homicídios no país, segundo o Monitor da Violência do G1. Proporcionalmente, a relação assassinatos/população é maior aqui do que lá: de 19,26 a 29,53 a cada 100 mil habitantes, respectivamente, no México e no Brasil.