A vitória do Brasiliense sobre o Real Brasília por 1 x 0 não foi o único destaque da 7ª rodada do Candangão. Isso porque a jornada teve outras curiosidades fora de campo que chamaram a atenção do torcedor mais atento.

No sábado (29/02), o Paranoá enfrentou o Gama e foi comandado pelo auxiliar-técnico Cristóvão Pereira (na foto, à direita). Ele substituiu o técnico Vandinho, que foi expulso na partida diante do Sobradinho. A situação não teria nada de incomum se não fosse o fato de Cristóvão também atuar como repórter esportivo. Durante o duelo, disputado no Estádio Bezerrão, ele foi um dos mais entrevistados pelos colegas de profissão.

O resultado em campo, porém, foi ruim para os comandados de Cristóvão Pereira: o time foi goleado por 5 x 0 e segue na vice-lanterna da competição, com apenas um ponto conquistado. A equipe leva vantagem nos critérios de desempate com o Ceilandense, que tem saldo de gols pior.

No dia seguinte, porém, lá estava Cristóvão, à beira do gramado. O auxiliar-repórter foi um dos profissionais envolvidos na cobertura da vitória do Jacaré sobre o Real Brasília. A partida, além do encontro de postulantes ao título candango, também marcou a reinauguração do estádio Defelê, na Vila Planalto.

O Taguatinga Esporte Clube também teve trabalho na 7ª rodada do Candangão. Isso porque, além de percorrer os cerca de 180km que separam a cidade-satélite, o clube teve outro adversário: a chuva.

De acordo com um dirigente do clube, o ônibus do time enfrentou um forte trânsito na saída do Distrito Federal. Superado o primeiro obstáculo, a delegação sofreu com as fortes chuvas, que deterioram as condições de visibilidade da estrada. Com isso, a equipe quase se atrasou para a partida diante do Unaí (MG), no Estádio Urbano Adjuto.

O time, entretanto, conseguiu chegar a tempo para a partida. O Unaí até saiu à frente, mas viu os visitantes conquistarem uma importante vitória fora de casa por 2 x 1. O resultado levou o Taguatinga para a 5ª colocação do Candangão, com 11 pontos conquistados.

Comentários