Nunca compartilhe os seus dados bancários nas redes sociais, mesmo que seja apenas o nome do banco, a agência e o número da conta. Por mais que isso não seja suficiente para invadir uma conta bancária, essas informações podem ser usadas para falsificar e-mails e correspondências como forma de enganar a vítima e fazê-la entregar mais dados ou pagar um boleto falso com dinheiro que vai parar na conta do criminoso.

O mesmo vale para sites de compras. Se uma loja não tem HTTPS nem selo de segurança, qualquer informação digitada ali pode ser extraviada e usada em um golpe futuro. Não faça pagamentos por transferência a menos que confie no site e que esteja usando um PC livre de vírus e uma rede segura, como o Wi-Fi da própria casa.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias