Como no primeiro filme, as cenas no reino quântico guardam segredos que só poderão ser desvendados quando Homem-Formiga e a Vespa for lançado em Blu-ray. “Há pistas no Reino Quântico sobre outras coisas e possibilidades. Estou falando de frames [quadros por segundo]”, instiga o presidente da Marvel Kevin Feige.

Enquanto Scott Lang (Paul Rudd) está preso em casa, é possível ver na sua TV uma cena de Clube dos Cafajestes (Animal House, 1978). No trecho em questão, Pintlo (Tom Hulce) e Dave Jennings (Donald Sutherland) têm uma conversa “brisada” sobre átomos. “Quer dizer que todo o nosso sistema solar pode ser um átomo minúsculo na unha de outro ser gigante. Isso significa que um átomo minúsculo na minha unha pode ser um pequeno e minúsculo universo”.

Seguindo a tradição iniciada com o saudoso Ant-tony, Scott Lang continuou a batizar as suas formigas voadoras. O primeiro nome é uma referência ao 18º presidente dos EUA, o General Ulysses S. Grant,  e o segundo, é claro, homenageia o ator espanhol Antonio Banderas.

Assim como aconteceu com a vilã Fantasma (leia aqui), outro personagem transformado em Homem-Formiga e a Vespa é Sonny Burch (Walton Goggins). Nesse caso, ficaram apenas o nome e o interesse por ganhar dinheiro com a tecnologia alheia. Nos quadrinhos, Burch aparece pela primeira vez na Iron Man #73 como um empresário que usa uma brecha legal para se apoderar de algumas armaduras antigas de Tony Stark (e acaba tendo um desfecho trágico por conta disso). 

Um Easter Egg de casa! Além de fazer parte do time de artistas do Omelete, o escultor e ilustrador brasileiro é parceiro de Evangeline Lilly na série de livros The Squickerwonkers. Convidado pela atriz, Didier fez uma pequena participação no filme e pode ser visto na cena em que Hope encontra Sonny Burch em um restaurante. Ele é o garçom que está servindo o mafioso. Conheça mais o trabalho de Didier. 

O agente do FBI James Woo (Randall Park) também é um personagem que tem sua origem nos quadrinhos. Sua primeira aparição data de 1956, na Garra Amarela #1, quando era designado a enfrentar o mandarim comunista chinês que dava nome à HQ. Depois ele foi transformado em agente da SHIELD e chegou liderar um time se super-heróis obscuros conhecido como Agentes da Atlas. O personagem já foi um easter egg em Agents of SHIELD, aparecendo na lista de contatos de Melinda May.

“Downtown”, parceria da cantora Anitta com J Balvin está na trilha oficial do filme. A faixa aparece ao lado de “Never Be the Same” de CamilaCabello, “God’s Plan” de Drake, “My Way” de Calvin Harris e “Dream” do Imagine Dragons. Ouça “Downtown”.

No filme, Elihas Starr, o Cabeça de Ovo, é o pai de Ava, a Fantasma. Ele aparece brevemente enquanto a vilã relembra o acidente que mudou sua vida. Nos quadrinhos ele também foi demitido acusado de espionagem e tinha uma grande rivalidade com Hank Pym.

No filme, Bill Foster (Laurence Fishburne) apenas menciona a sua capacidade de aumentar seu tamanho, mas nos quadrinhos ele chegou a ter a sua própria HQ. Sua primeira aparição data de 1966, quando trabalhava numa divisão das Indústrias Stark na Califórnia e ajudou o Hank Pym a voltar ao tamanho normal quando ele ficou preso na forma de Gigante. Sua morte durante a Guerra Civil faz com que vários heróis repensem seu lado na questão do registro dos super-heróis.

Quando se pensa em perseguição pelas ruas de São Francisco, Bullitt (1968) é o primeiro filme a vir na cabeça. Porém, segundo o diretor Peyton Redd, Essa Pequena é uma Parada (1972), de Peter Bogdanovich, foi a grande influência para a cena de perseguição cômica em San Francisco – veja aqui. Outra influência apontada pelo diretor para criar momentos de ação cômicos foi Sete Oportunidades (1925), que mostra Buster Keaton sendo perseguido por mulheres furiosas e fugindo de uma avalanche de pedras (veja).  

Um dos elementos cômicos da perseguição por San Francisco é o dispenser de bala Pez da Hello Kitty que ganha “proporções épicas” e derruba o motoqueiro que perseguia Hope e Luis. Inventada na Áustria, as embalagens de PEZ são colecionáveis e sempre trazem a cabeça de um personagem conhecido.

Luis faz uma referência que os mais jovens certamente não entenderam. O bordão vem de um comercial da Budweiser que foi ao ar em 1999 (veja aqui) e já ganhou diversas referências na cultura pop, como em Todo Mundo em Pânico (veja aqui).  

Quando Janet retorna do Reino Quântico ela tem uma troca de olhares com Scott Lang. Os dois se conheceram rapidamente no primeiro filme quando Lang visitou o Reino Quântico. Na ocasião, ela implantou uma espécie de radar para poder ser encontrada nesse segundo filme. Para quem viu Nunca é Tarde Para Amar, porém, esse reencontro teve um significado a mais. No filme de 2007, Michelle Pfeiffer vivia uma mulher mais velha que se apaixonava por um mais jovem Paul Rudd (e precisava lidar com o primeiro amor da sua filha vivida por Saoirse Ronan).

O filme sobre formigas gigantes nascidas de testes de bombas atômicas no Novo México ganhou duas referências no filme. Na primeira, Bill Foster nota as formigas no laboratório e grita “It’s them!” (são eles), uma referência ao título original do filme de 1954: Them!. Já a segunda referência é bastante óbvia, já que O Mundo em Perigo é o filme escolhido para a noite no drive-in reduzido de Scott, Hope e Cassie.

A cena pós-créditos de Homem-Formiga e a Vespa é a grande ligação do filme com os eventos de Vingadores: Guerra Infinita (leia a descrição) e transformou a clássica frase que encerra os filmes da Marvel e indica o retorno dos heróis em uma interrogação: Homem-Formiga e a Vespa retornarão?

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias