Lucy McRae, artista de ficção científica australiana, criou um kit de sobrevivência para um futuro pós-apocalíptico, o Future Survival Kit, projetado para ser carregado no corpo como os mochileiros em viagem nas montanhas.  McRae, que se autodenomina arquiteta do corpo e cujas instalações incluem filme, fotografia, esculturas e tecnologia comestível e vestível, imagina que as pessoas possam um dia reagir contra a “era do algoritmo”, rejeitando dispositivos digitais e plataformas de mídia social.Ela sugere, portanto, um kit de sobrevivência para que esse novo futuro possa conter ferramentas que ajudem as pessoas a se adaptarem lentamente à nova realidade. A criação inclui uma máscara que, como um telefone, fecha o indivíduo do mundo real, além de almofadas e tapetes que oferecem conforto. Quando desdobrado, o kit de sobrevivência assume a forma de um caracol gigante.”Raramente criamos algo significativo sem sermos confrontados com o desastre”, disse McRae a Dezeen. “Inteligência artificial, meio ambiente, automação – esses temas estão desestabilizando nossas vidas aconchegantes. Não estou sugerindo que nos retiremos permanentemente, apenas estou tentando questionar como navegaremos em nosso futuro”, explicou.

A artista acredita que o povo Sherpa oferece o modelo perfeito para sua narrativa. Esse grupo étnico, nativo do Nepal e do alto Himalaia, é conhecido por suas habilidades de montanhismo e orientação. “O Sherpa leva todos a subir a encosta diariamente, sem nenhum crédito real”, explicou McRae. O cidadão comum está fazendo o mesmo, carregando o mundo todo dia, correndo contra o vento, em um tempo definido pela incerteza e pelo risco.”Segundo McRae, a incerteza quanto ao futuro é uma ferramenta importante para a progressão social. “Qualquer pessoa que se sinta confortável agora, está limitando sua oportunidade de crescimento, porque sabemos que o crescimento acontece à beira da incerteza”, disse ela.”Na minha opinião, nosso único caminho a seguir é nadar contra a corrente todos os dias, assim como os sherpa nas montanhas, conscientes do risco, mas de qualquer maneira.”

O Future Survival Kit está estreando no State of Extremes, uma exposição no Design Museum Holon, em Tel Aviv, com curadoria de Aric Chen. Em exibição até 9 de maio de 2020, a mostra explora um mundo em mudança rápida e extrema.

Comentários