Por: Portal FolhaPE em 28/01/20 às 15h03, atualizado em 28/01/20 às 20h41

O Parque Dois Irmãos, no bairro de Dois Irmãos, promove, nesta sexta-feira (31), a partir das 18h, uma programação noturna para encerrar a temporada de férias. A atividade Zoo Mal Assombrado leva os visitantes para um passeio noturno pelo zoológico para conhecer os animais, além encenações de lendas e histórias mal assombradas da cidade.

O passeio será guiado por biólogos, veterinários e tratadores que explicam curiosidades sobre os animais que ficam mais acordados no período da noite, como os felinos, além de detalhes sobre a dieta de espécies como o tamanduá-bandeira e a serpente píton-de-burma.

Para além dos animais, dez atores irão encenar lendas e histórias antigas do Recife, que estão nas obras de Carneiro Vilela, como a Emparedada da Rua Nova, e de Gilberto Freyre, com as Assombrações do Recife Velho, como as do “Papa-figo”, a “Cumadre Fulozinha”, “Branca Dias”, “Loira do Banheiro” e o “Menino do Pirulito”.

Para poder participar do Zoo Mal Assombrado, adolescentes maiores de 12 anos devem estar acompanhados do responsável e de calças compridas e sapatos fechados. A equipe do zoo também informa que o uso de câmeras ou celulares com flashes é proibido.

Os participantes podem levar lanternas para acompanhar melhor o percurso noturno. Os ingressos serão vendidos na bilheteria do zoo no dia da atividade no valor de R$ 20.

Conheça algumas assombrações que serão contadas no passeio pelo parque:Menino do PirulitoContam que o Menino do Pirulito, imortalizado pela escultura do artista pernambucano Abelardo da Hora, que fica na Cidade das Crianças, no Parque Estadual de Dois Irmãos, sempre era visto pelo zoológico nos fins de semana tocando o seu apito e vendendo os seus pirulitos de açúcar arrumadinhos no tabuleiro. Um belo dia, reza a lenda, ele teria caído em um dos recintos do zoo. Quem passa por lá à noite, garante que ainda escuta os seus apitos.

Leia também  Elton John faz 74 anos; veja curiosidades (e loucuras) sobre esse gênio - 25/03/2021

Papa-figoContavam no Recife de antigamente que um homem rico, doente e de aparência pálida, soube pelos escravos da época que uma das formas de curar a sua doença era comer fígado de criança. Desde então, as mães ficavam apavoradas e diziam sempre aos filhos que tivessem cuidado com Velho do Saco, que servia ao seu senhor de engenho, roubando as criancinhas de suas famílias para tirar o seu fígado.

Fantasma de Branca DiasHá registro histórico de que a portuguesa Branca Dias, esposa de Diogo Fernandes Santiago, viveu no século XVI, no Engenho de Camaragibe, em Pernambuco. Judia, teria sido a primeira mulher a manter uma esnoga (sinagoga em português arcaico) em suas terras. Denunciada pela própria mãe e irmãs, foi processada pelo Tribunal do Santo Ofício, por judaísmo, sendo sentenciada a dois anos de cárcere. Contam que antes de ser presa no Brasil e enviada a Lisboa, Branca Dias teria jogado toda a sua prataria no açude do riacho do Prata. Desde então, ela assombra os visitantes que passam pelo lugar.

close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!