Mais uma das curiosidades envolvendo a vitoriosa carreira de Pelé reside no fato de que ele foi alçado à condição de melhor jogador de futebol do mundo sem nunca ter defendido algum clube europeu, algo absolutamente impensável nos dias de hoje. 

Atualmente é praticamente impossível pensar em algum jogador com os títulos e habilidades de Pelé que não esteja atuando no mercado europeu. Mas naquele tempo o cenário era outro. Assim como a maioria dos jogadores contemporâneos de seu período, Pelé não atuou em nenhum clube do Velho Continente. Aliás, curiosamente ele vestiu a camisa de apenas dois times ao longo de toda a carreira. A do Santos, entre 1956 e 1974, e a do New York Cosmos, dos Estados Unidos, entre 1975 e 1977.

Para se ter uma ideia do peso que o mercado europeu tem, desde que o prêmio oficial de melhor jogador do mundo foi criado, 1991, todos os vencedores atuavam na Europa no período da eleição.

close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!