Tem paixão por aviões? Conheça museus aeronáuticos espalhados pelo mundo – 01/02/2021

Os fãs da aviação contam com um amplo leque de museus espalhados pelo mundo para poder conhecer o objeto de sua paixão. Em grande parte desses locais é possível conhecer não só a história e exemplares de aeronaves, mas, também, objetos aeroespaciais, como, até mesmo, um ônibus espacial.

O Nossa destaca diversos museus para que os apaixonados por aviões (e helicópteros também!) possam conhecer um pouco mais dessas máquinas. Alguns contam com exposições virtuais para quem não quiser esperar o fim da pandemia para visitar e aprender sobre a história da aviação.

Musal – Rio de Janeiro (Brasil)

Avião de treinamento T-33, em exposição no Musal

Imagem: Sargento Johnson/Força Aérea Brasileira

Fundado em 1976 no Campo dos Afonsos, localizado na cidade do Rio de Janeiro, o Musal (Museu Aeroespacial) conta com uma área de mais de 15 mil m² e um acervo de 137 aeronaves, algumas datadas do início do século 20. No acervo do museu, é possível conhecer réplicas do 14-Bis e Demoiselle (de Santos Dummont), aviões de guerra, como o caça Mirage 2000, e civis, como o Boeing 737-200 – VC-96, que foi usado para o transporte presidencial.

Atualmente, o Musal está fechado, mas disponibiliza experiências virtuais, onde é possível conhecer salas do museu ou “embarcar” nos aviões Demoiselle e 14-Bis, em uma experiência 360°.

Mais informações: https://www2.fab.mil.br/musal

Museu Imperial de Guerra – Duxford (Inglaterra)

Diversos tipos de aviões, históricos e atuais, podem ser encontrados no Museu Imperial de Guerra, na Inglaterra

Imagem: Divulgação/Museu Imperial de Guerra

Localizado a cerca de 90 km de distância de Londres, o Museu Imperial de Guerra em Duxford contém um dos maiores acervos de aviões da Segunda Guerra Mundial. Alguns desses exemplares costumam voar com frequência no local até hoje.

Leia também  Lindsay Lohan como Regina George? Confira 10 curiosidades de Meninas Malvadas no icônico 3 ...

Um desses modelos é o Spitfire, avião monomotor de caça inglês fabricado entre 1938 e 1948. O museu oferece uma experiência aos visitantes com uma volta em torno da aeronave por 20 minutos, mostrando sua história e detalhes. Depois, é possível passar 15 minutos dentro do caça, conhecendo todos os controles e equipamentos do cockpit.

Como está fechado temporariamente em decorrência da pandemia do novo coronavírus, é possível ter uma experiência virtual de observação de caças. Durante a guerra, um grupo de voluntários observava os céus da Grã-Bretanha em busca de aeronaves inimigas. Hoje, o museu permite reproduzir essa atividade de maneira virtual com um celular.

Mais informações: https://www.iwm.org.uk/visits/iwm-duxford

Museu Nacional do Ar e Espaço – Washington D.C (EUA)

Avião militar SR-71 Blackbird, que voava a mais de 3.500 km/h, em exposição no Museu Nacional do Ar e Espaço

Imagem: Dane Penland/Smithsonian Institution

O Museu Nacional do Ar e Espaço, nos EUA, possui duas unidades, localizadas em Washington – DC e em Chantilly (Virginia), e é um dos principais museus do mundo. Ali, é possível encontrar, além de aviões, outros temas relacionados à exploração espacial.

As duas unidades dividem um amplo acervo, e é recomendado consultar o site do museu para escolher qual exposição visitar. Entre os itens disponíveis para visitação estão um ônibus espacial e os modelos X-15 e SR-71, alguns dos aviões mais rápidos do mundo.

A distância entre um museu e outro é de cerca de 35 quilômetros, o que torna possível conhecer os dois em uma mesma viagem. Mesmo estando fechados durante a pandemia, é possível fazer uma visita virtual e conhecer a cabine de diversos aviões.

Mais informações: https://airandspace.si.edu/

Museu Aeroespacial do Aeroporto de Paris – Le Bourget (França)

Museu aeroespacial localizado no Aeroporto Le Bourget, em Paris (França) tem desde aviões históricos até foguetes

Leia também  Curiosidades sobre o azeite de oliva e por que devemos usá-lo

Imagem: Frédéric Cabeza/Museu Aeroespacial do Aeroporto de Paris – Le Bourget

Ligado às Forças Armadas da França, o Museu Aeroespacial do Aeroporto de Paris – Le Bourget se destaca pelo seu tamanho e acervo, um dos maiores do mundo. Possui uma biblioteca online que permite conhecer e baixar milhares de imagens, vídeos e outras informações sobre a aviação.

Algumas das curiosidades encontradas no local são as peças restauradas do avião Lockheed Lightning P38 F5B, no qual o aviador escritor Antoine de Saint-Exupéry, autor do livro “O Pequeno Príncipe”, desapareceu em 1944. O museu ainda conta com exemplares do avião de guerra Spitfire, o supersônico Concorde (avião de passageiros aposentado em 2003) e do Boeing 747.

O museu também conta com exposições online, visitas guiadas virtuais e a imersão em 360° nas cabines de diversas aeronaves, como o Boeing 747 e o próprio Concorde.

Mais informações: https://www.museeairespace.fr/

Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos – Dayton (Ohio)

Está em exibição no Museu Nacional da Força Aérea dos EUA o polêmico B-29 Bockscar, que lançou a bomba atômica em Nagasaki (Japão), em 1945

Imagem: Divulgação/Ken LaRock/NMUSAF

Considerado o maior e mais antigo museu da aviação militar do mundo, o Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos dispõe de um acervo formado por mais de 350 veículos aeroespaciais e mísseis em exibição. Fica localizado na Base Aérea Wright-Patterson, próximo a Dayton, Ohio, nos EUA.

Entre os modelos históricos de seu acervo, há o polêmico B-29 Bockscar, que lançou a bomba atômica em Nagasaki (Japão), o russo MiG-15, os mais recentes B-52, F-22A Raptor, além do Reaper e do Global Hawk, aviões pilotados remotamente. No museu também está disponível o bombardeiro stealth B-2, o único exemplar aberto ao público para visitas no mundo.

Leia também  O menor réptil do mundo cabe na ponta dos dedos

O museu pode ser visitado virtualmente também.

Mais informações: https://www.nationalmuseum.af.mil/

Memorial Aeroespacial Brasileiro – São José dos Campos (São Paulo)

Memorial em São José dos Campos (SP) armazena os destaques da indústria aeroespacial nacional

Imagem: Divulgação/Lucas Mauro/Força Aérea Brasileira

Um participante de honra dessa lista é o Memorial Aeroespacial Brasileiro, ligado ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, da Aeronáutica. O local não tem a estrutura de um museu, mas possui uma área total de 75 mil m², tendo na sua área de exposição externa com oito aeronaves, um radar e oito maquetes de foguetes em tamanho natural.

Seu acervo busca manter viva a memória dos projetos de ciência e tecnologia desenvolvidos no Brasil pela Aeronáutica. Ali, além do segundo protótipo do avião Bandeirante (que deu origem à Embraer) e do AT-26 Xavante (primeiro avião a jato produzido no país), é possível encontrar o primeiro protótipo da Urna Eletrônica e maquetes em tamanho natural de veículos espaciais nacionais.

Outros museus

Diversos museus aeroespaciais mundo afora também merecem ser conhecidos (presencialmente ou virtualmente). Entre eles, Nossa destaca:

Museu de Aviação da Ucrânia, em Kiev [http://aviamuseum.com.ua/en]Museu de Aviação e Espaço do Canadá, em Ottawa [https://ingeniumcanada.org/aviation]Museu do Voo, em Seattle (EUA) [https://www.museumofflight.org/]Museu da Aviação Naval, em São Pedro da Aldeia (Rio de Janeiro) [https://www.marinha.mil.br/comforaernav/museu_naval]Museu da Força Aérea Central da Rússia, em Monino, na capital Moscou [http://monino.ru/]Museu da EAA, em Oshkosh (Wisconsin, EUA) [https://www.eaa.org/eaa-museum]Museu aeroespacial Pima, em Tucson, no Arizona (EUA) [https://pimaair.org/]Museu da Aviação Carolinas, em Charlotte, na Carolina do Norte (EUA) [https://www.carolinasaviation.org/]Museu de Aeronáutica e Astronáutica, em Madrid (Espanha) [https://ejercitodelaire.defensa.gob.es/EA/museodelaire/index.html]Museu do Voo da Delta, em Atlanta, na Geórgia (EUA) [https://www.deltamuseum.org/]