Se a Festa Literária de Paraty (Flip) já extrapola as fronteiras dos livros para dialogar com outros tipos de arte, em 2018 esses limites vão se expandir ainda mais. Depois de 45 anos sem cinema, a cidade de Paraty (RJ) volta a ter a sala com sessões regulares. O Cinema da Praça será aberto dia 19 de julho, às 20h. A data marca as vésperas da Flip, que neste ano acontece entre os dias 25 e 29 de julho.

A sala com 80 lugares fica em um sobrado do século 19 na praça da Matriz, no centro histórico, onde funcionou o Cine São Jorge entre 1930 e 1973. O prédio chegou a abrigar restaurante e boate, mas estava fechado desde o fim dos anos 1990. A arquitetura do sobrado se destaca em meio às vizinhas: com pé direito duplo, é uma das maiores construções da cidade. No seu interior, paredes em tijolos aparentes também chamam a atenção.

Em 2011, a casa foi comprada pela Prefeitura de Paraty. O projeto de reforma é assinado pelo arquiteto Marinho Velloso, do escritório Arquipélago Arquitetos. A obra foi iniciada em maio de 2016 e durou dois anos. Segundo a secretária de cultura, Cristina Maseda, o investimento foi de R$ 3 milhões, com participação de Petrobras, BNDES e Comunitas.

O foco da programação da sala é o cinema nacional, com projeções de filmes clássicos e lançamentos. Em agosto, o espaço deve sediar projeções do festival Varilux de Cinema Francês, que acontece entre 4 e 12 de agosto. Estão previstas sessões diárias para crianças e adultos e entrada gratuita nos primeiros três meses. A programação será divulgada no site do cinema.