Os pacientes do ambulatório de endocrinologia do Hospital Jean Bitar (HJB) que compareceram às suas consultas na manhã desta sexta-feira (11), participaram de palestra ministrada pela médica endocrinologista da unidade, Flávia Cunha, em alusão a 11 de outubro, data em que se celebra o Dia Mundial da Obesidade.

A atividade fez parte da programação que a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia – regional Pará e a equipe de endocrinologista do Hospital Jean Bitar promoveram, para reforçar sobre a importância da mudança de hábitos, como forma de prevenir a obesidade. A mensagem sobre o combate à discriminação por causa do peso e de tratar o assunto com respeito, conforme orienta o tema da campanha da a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia e a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e Síndrome Metabólica: “Obesidade. Eu Trato com Respeito”, também foi destacada pela médica, durante a sua palestra e por todos os profissionais envolvidos com a programação.

“A obesidade é uma doença séria, que precisa ser tratada com respeito. Nem sempre é fácil emagrecer, pois o ganho de peso é bastante complexo e envolve muitos mecanismos. É necessário um equilíbrio entre a ingestão de alimentos, gasto calórico, mas, além disso, é necessário acompanhamento especializado”, orienta a médica.

Dra. Flávia Cunha, endocrinologista do Jean Bitar”Todos os meus exames são normais, me alimento corretamente, pratico exercícios físicos regularmente, e ainda assim, não consigo emagrecer. Por isso me encaminharam para o tratamento aqui no Hospital Jean Bitar, que conforme me falaram, é o melhor do Estado. Estou gostando do atendimento; estou na minha segunda consulta. Gostei muito da palestra de hoje. Foi incrível a forma como a médica falou sobre o respeito a nós, que não escolhemos ser obesos. A obesidade é uma doença séria e deve ser tratada com seriedade”, opinou a paciente Viviane de Castro.

Além da palestra, residentes e profissionais de endocrinologia realizaram orientações de saúde sobre prevenção da obesidade. Também houve distribuição de material e aula sobre a doença, no auditório da instituição.

Posto do Hospital Metropolitano fez 226 atendimentos na primeira romaria

Centro de reabilitação promove semana alusiva ao Dia das Crianças

Pacientes do Ophir Loyola recebem bênçãos durante traslado para Ananindeua

Estado garante apoio a mutirão de cirurgia para correção de lábio leporino