Um mês de música, dança, cinema, teatro e magia em espaços ao ar livre. A iniciativa Lisboa na Rua celebra, este ano, os 70 anos do Hot Clube de Portugal e os 20 anos da EXPO 98. O evento de entrada livre arranca esta quinta-feira, às 21h30 e termina a 30 de setembro.

Paulo Bragança abre o Lisboa na Rua, com o novo álbum “Exílio” na Praça do Município, numa edição onde o fado chega sempre à quinta-feira: “Teremos ainda ao longo do mês o lançamento de dois discos novos e terminamos do Kátia Guerreiro”, revela Joana Cardoso, presidente da Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural de Lisboa.

O cinema ao ar livre acontece às sextas-feiras e sábado é dia de jazz. Este ano, o Lisboa na Rua associa-se aos 70 anos do Hot Club de Portugal. No próximo sábado, o quinteto Corpo Docente abre o palco instalado no Jardim da Quinta de Santa Clara.

De regresso está o Festival Internacional de Magia de Rua que conta com 15 artistas, de nove países e dezenas de espetáculos. O Vale do Silêncio também marca novamente presença: a 8 de setembro, o Coro e a Orquestra Gulbenkian interpretam bandas sonoras de filmes escolhidos pelo público como “2001: Odisseia no Espaço”, “O Clube dos Poetas Mortos” ou “West Side Story”.