Categorias
Saúde

Especialista dá dicas para planejar e realizar metas no ano novo

Muitas pessoas veem a chegada de um novo ano como uma oportunidade de renovar planos e metas a serem realizadas durante os próximos 365 dias. Seja a aquisição de um bem material, uma viagem, uma mudança de profissão, ter o próprio negócio ou até iniciar, retornar ou intensificar práticas esportivas, as metas também podem ser lutas pessoais e diárias como parar de fumar, emagrecer entre outras. São as famosas resoluções de ano-novo, que, na maioria das vezes, não foram alcançadas no ano que passou.

Para o coach Bruno Euclides, seja no ano novo ou em qualquer época do ano, as metas são importantes, pois são instrumentos que definem onde e quando se quer chegar. “Culturalmente o início do novo ano é marcado por promessas ou desejos de mudanças e conquistas, transformar esse sonho e desejos em metas é o primeiro passo para materializar as coisas”, afirma.

Segundo Bruno, seja na área profissional, pessoal, financeira e social, metas podem ser estabelecidas e todos os campos podem ser balizados por elas. “ Traçar metas em todos os campos de nossas vidas pode parecer mecânico, mas é apenas um ato natural de planejar, estabelecer objetivos com prazos e ações a serem executadas.

Estipular um prazo para realizar o plano é o primeiro passo para concretizar o que antes era apenas um pensamento, segundo Bruno. Ele explica que o que não tem prazo não pode ser considerado meta e irá continuar no campo do sonho ou desejo e ressalta que não monitorar os resultados é um erro.

“Quando nos propomos a realizar algo é natural que a gente imagine quando queremos que esse algo aconteça. O erro mais comum que nós cometemos é não monitorar nossas ações e nossos resultados. Ninguém é capaz de fazer planos infalíveis o tempo todo, comumente erramos ou nos enganamos no planejamento, o plano pode ser bom e a gente pisar na bola na fase da execução. Se acompanhamos os resultados passo a passo podemos revisar o planejamento, corrigir ações ou até mesmo mudar de meta. Quanto mais a gente postergar o diagnóstico de como andam nossos resultados menos tempo temos para corrigir eventuais equívocos”, afirma o coach.

Bruno destaca que metas que parecem distantes podem ser divididas em sub-metas e para não procrastinar e desanimar durante o caminho para conquista-las é importante ser honesto consigo mesmo. Ele diz que as metas podem e devem ser audaciosas, assim como precisam inspirar crescimento e superação, no entanto, elas devem estar em sintonia com as habilidades, capacidades e recursos disponíveis a cada um. O profissional diz que cada pequeno avanço no percurso deve ser comemorado.

“Se a meta ficar longe demais do nosso alcance facilmente desanimamos no meio do caminho. Mas duas dicas importantes para manter-se sempre animado e feliz rumo à sua meta é dividi-la em sub-metas, como degraus rumo ao topo, e a cada degrau que subimos devemos comemorar ou nos premiar por esse pequeno avanço, sem exagero ou cantar Vitória antes do tempo”, pondera.

Muitas pessoas não conseguem realizar a meta dentro do prazo estabelecido e, por isso acabam deixando a meta de lado, desistindo ou adiando para o próximo ano.  Bruno diz que é importante realizar a meta no prazo limite, mas que cabe uma reflexão e reprogramação do tempo.

“O ideal é que no decorrer do prazo você perceba se vai conseguir realizar a meta dentro do limite estabelecido, daí a importância do monitoramento. Antes ou depois da data estabelecida você pode reprogramar o prazo, mas cabe uma boa reflexão do porquê você não cumpriu o prazo e o que você pode fazer de diferente a partir de agora”, ressalta.

Estamos no primeiro dia do ano novo, ainda dá tempo de tomar resoluções e planejar metas para conseguir realizar seus sonhos, seja na área financeira, emocional, profissional, etc. Pensando nisso, o coach deu algumas dicas para que você consiga criar um plano de ação e conquistar o que almeja:

“Vivemos um momento de muita pressão e frustração no mundo, não tem cabimento que sejamos nós mesmos os primeiros a colocar ainda mais pilha na gente! Qualquer pessoa pode seguir um padrão para conseguir atingir a meta. No processo de coaching, vamos formulando as ações, junto com o coachee, que é quem é submetido ao processo. Vamos avaliando os resultados e acompanhando tudo durante as sessões”, ressaltou.

Comentários