São Paulo – Nunca foi tão fácil ganhar dinheiro através de parcerias publicitárias e conteúdo patrocinado nas redes sociais. Porém, nem todos os seguidores de um perfil são pessoas reais, o que não pega nada bem para marcas ou figuras públicas. Além de não interagirem com as postagens, os seguidores falsos causam baixo engajamento com o conteúdo.

Apesar disso, os seguidores fakes são mais comuns do que imaginamos no universo digital e pode inflar o sucesso de um determinado perfil. É o que mostra um levantamento realizado pela escola inglesa The Institute of Contemporary Music Performance com base nos perfis de celebridades do mundo da música, TV e esporte.

Foi levada em conta a soma dos números de seguidores no Instagram e no Twitter. Para verificar a validade dos seguidores, o estudo utilizou a ferramenta IG Audit no Instagram e ferramenta Sparktoro no Twitter para medir a porcentagem de seguidores falsos.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias