Nesta cerimónia, muitas vezes referida como os ”Óscares da Moda”, a comunidade internacional de moda homenageia os mais brilhantes profissionais americanos da indústria e as suas contribuições em diversas áreas, desde a moda feminina e masculina até aos campos do jornalismo e visão criativa.

A passadeira vermelha do evento recebeu designers emergentes, lendas do setor e as maiores celebridades do momento com looks que primaram, uns pela ousadia e sensualidade, outros pela originalidade e modernidade. A manequim portuguesa Sara Sampaio esteve entre as celebridades que posaram na passadeira vermelha do evento, ao lado de nomes como Gigi Hadid, Irina Shayk e Naomi Campbell, cujos ensembles não desapontaram.

No entanto, as grandes estrelas da noite não deixaram de ser os vencedores desta edição. Para a categoria de designer de moda feminina (Womenswear Designer of The Year), o vencedor foi Raf Simons, da Calvin Klein. Por sua vez, James Jebbia, da Supreme, destacou-se de entre os nomeados na categoria de designer de moda masculina (Menswear Designer of the Year).

As irmãs Ashley & Mary-Kate Olsen, de The Row, também receberam de braços abertos o prémio de Designer de Acessórios do Ano (Accessories Designer of the Year). Sander Lak, na Sies Marjan, foi o vencedor do Prémio Swarovski para Talentos Emergentes (Swarovski Award for Emerging Talent) e Diane von Furstenberg brilhou na categoria de Mudança Positiva (Swarovski Award for Positive Change).

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias