Se uma mulher namora um homem famoso, ela é interesseira. Se ela termina um relacionamento e começa outro logo depois, ela é “fácil” – para não citar nomes piores que são comentados. Precisamos deixar claro: relacionamentos são apenas uma das muitas camadas de nossas vidas. E isso se aplica fácil aos homens, já que conseguem seguir com suas carreiras, fazer sucesso e ter espaço na mídia sem serem resumidos ao “ex” ou ao “marido/namorado” de alguém. Por que, então, não aplicamos esse tratamento para mulheres?

É uma questão simples: que falem de mulheres destacando suas carreiras, seus posicionamentos e suas conquistas. Afinal, quantas vezes Taylor ainda vai ouvir piadas sobre seus relacionamentos passados? Quantas vezes Luisa vai ter que responder a ataques? Quantas vezes Selena Gomez vai ser questionada sobre Justin Bieber? Ou a Bruna Marquezine sobre o Neymar? E a Anitta, quantas vezes vai ter que reafirmar que é uma mulher livre para ficar com quem quiser?

Estas mulheres estão aí, lançando músicas, trabalhando, fazendo sucesso e seguindo seus sonhos. Elas devem ser reconhecidas e lembradas por quem elas são e ponto. Não há mais espaço para associar o nome de uma mulher apenas aos seus relacionamentos. Nós já cansamos disso.

Comentários