De uma caixa de costura, nasceu uma menina valente (e muito falante): Emília, a boneca gente! Quem é que não se lembra dessa figura marcante do “Sítio do Picapau Amarelo?”. Assim como ela, muitos outros personagens deixaram a sua marca na vida de muitas pessoas por meio dos contos criados por um dos maiores escritores da literatura infanto-juvenil brasileira, Monteiro Lobato. E é no dia 18 de abril, data que marca o nascimento do autor, que se comemora no Brasil o Dia do Livro Infantil.

Lázaro Ramos revela o motivo de trocar o final do seu livro: ‘Só aprendi isso por causa do desenho’

O livro é como uma passagem para um mundo cheio de fantasias, criatividade e diferenças. Pensando nisso, OFuxico separou algumas celebridades que deixaram as suas funções de lado, mesmo que só um pouquinho, para mergulhar em um mundo cheio de imaginação e escrever histórias incríveis para crianças.

Confira!

Xuxa

Xuxa lançou o seu primeiro livro infantil no ano passado e já chegou quebrando paradigmas de primeira. Com o nome de “Maya: Bebê Arco-Íris” a obra conta a trajetória de Marya, uma anjinha que desce à Terra como um bebê e tem como missão principal espalhar o amor pela humanidade. Aqui, a pequena tem duas mães e recebe o nome de Maya. 

Xuxa Meneghel não descarta adotar uma criança no futuro

O livro da apresentadora aborda a temática LGBTQIA+ ao lidar com as mães de Maya, um casal lésbico, e traz lições super importantes sobre o amor.

Marlene Mattos entra na Justiça contra Xuxa, diz colunista

“Sei que esse livro não é só pra baixinhos e sim pro mundo. Sei que muitos, sem ler, vão querer criticar, mas ela só quer colocar música, sorriso e alegria na vida de quem sabe que Deus é amor”, afirmou Xuxa, no Instagram.

No começo deste ano, Xuxa lançou a obra “Betinho: O amor em forma de criança”, que conta a história de Betinho, um menino africano que em um grande ato de amor e coragem guiou o pai cego em busca de comida. “Quando eu fui para Bié, na África, conheci Betinho e seu pai. Betinho é um menino doce, com lindas bochechas e boca que parece um coração! Esta história mostra que, quando você é guiado pelo coração e age com amor, tudo dá certo”, diz a autora sobre o livro.

Leia também  Housi: A moradia dos Ex-BBBs e das grandes celebridades de SP

Lázaro Ramos

Lázaro já escreve livros infantis há um tempo e já tem bastante obras lançadas. Baseado em sua infância, o ator lançou o livro infantil “A Velha Sentada”, em que conta a história de uma menina muito desanimada. Quando uma vizinha da personagem afirma que parece ter uma velha sentada na cabeça da garota, a menina resolve investigar os próprios pensamentos. Lázaro traz personagens inspirados em parentes e amigos, como o afilhado dele, Aladê, que é citado na história.

Lázaros Ramos sobre saúde mental na pandemia: ‘Escrever’

Além dela, a obra “Sinto o que sinto”, também é um livro que marcou bastante a carreira de escritor do ator. O menino Dan – personagem do desenho Mundo Bita – é confrontado com um dia complexo, repleto de sentimentos desafiadores e misturados. Então, a sua avó lhe conta a história de seus antepassados africanos, Asta e Jaser, o que ajuda o garoto a entender por que o mundo interior do ser humano é algo tão misterioso e muitas vezes contraditório.

‘Quase separamos’, diz Taís Araújo sobre pandemia com Lázaro Ramos

A partir desse ponto de partida, aparecem no livro assuntos de contribuição valiosa para o crescimento saudável das crianças, como cultura afro-brasileira, ancestralidade, diversidade étnica, vínculos familiares e a importância do afeto e da escuta para a educação dos pequenos.

Lázaro Ramos é um paizão dedicado em passeio com os filhos

Lázaro também é autor de outras duas obras do gênero, “O caderno de rimas de João” (editora Pallas, 2015), e “Caderno sem rimas da Maria” (editora Pallas, 2018) ambos inspirados em seus filhos.

Rita Lee

Rita Lee também iniciou a sua carreira como escritora há um tempo. Uma de suas obras mais marcantes, “Amiga Ursa- uma história triste, mas com final feliz”, foi baseada em fatos reais e conta a história da ursa Marsha, nascida na Sibéria, que foi vítima de tráfico de animais, passou por maus tratos, virou atração de circo e acabou vindo parar no Brasil. Tocada com a história do animal, Rita decidiu escrever a trajetória da ursinha. Com 46 páginas, a obra quer tocar os pequenos leitores. Rita acredita que as crianças podem mudar o mundo. De maneira leve e divertida, ela aborda temas como geografia, biologia, a importância da preservação do meio ambiente e, lógico, o respeito aos animais.

Leia também  'Desmatamento vai acabar por falta de floresta', ironiza delegado da PF

Rita Lee comemora 44 anos ao lado de Roberto de Carvalho

Luisa Mell

Ativista pela causa animal há 20 anos, Luisa Mell decidiu lançar o seu primeiro livro infantil sobre a temática. Em março deste ano, nas redes sociais, a influencer exibiu a capa da obra Se Os Bichos Falassem e escreveu um longo texto falando da emoção pela nova conquista em sua vida.

Luisa Mell transforma defesa animal em livro infantil

“Em primeira mão para vocês: a capa do meu primeiro livro infantil. Me faltam palavras para descrever a emoção e felicidade que sinto com este projeto! É uma série de quatro livros. Não são apenas mais livros infantis… Na verdade, foi a forma mais linda e feliz que encontrei de ensinar para as crianças tudo o que acredito“, disse a ativista.

Leona Cavalli

Leona Cavalli, a Teresa de Órfãos da Terra, é mais uma celebridade que apostou nos livros infantis. O livro “Belabelinha”, que leva o nome da personagem, narra a história de uma boneca palhacinha que sonha em ser gente. É com esse personagem que, há mais de dez anos, ela frequenta hospitais infantis levando alegria e amor aos pacientes.

“A Belabelinha é uma bonequinha que sonha em ser gente para ter um coração e amar. Nascida numa estrelinha distante, ela vem à Terra para aprender como viver e recebe ajuda de vários seres encantados da floresta e dos palhaços”, explicou a atriz em entrevista a QUEM. 

“O livro nasceu do exercício dessa personagem, que já fiz em várias atuações com crianças, visitando hospitais infantis, escolas e eventos. Inicialmente, a ideia era só exercitar a brincadeira de um personagem infantil, uma palhacinha, mas com o contato com esse universo e a pedido de muitas crianças se transformou num livro”, acrescentou.

Leia também  Rolling Stone · Dwayne Johnson fala sobre possibilidade de assumir a presidência dos EUA: 'Será uma honra'

Barack Obama 

Nem os presidentes ficam de fora! Barack Obama, ex-presidente norte-americano, se inspirou em suas duas filhas, Sasha e Malia, que aparecem na ilustração de capa do livro, para escrever a obra destinada às crianças a partir de três anos. “Of Thee I Sing: A Letter to My Daughters” (Sobre Eles Eu Canto: Uma Carta às Minhas Filhas”, em tradução livre) foi lançado em 2010. Segundo o responsável pela publicação de livros infantis da editora Chip Gibson, a história “celebra as características que unem todos os americanos, o potencial para realizar nossos sonhos e construir os nossos próprios caminhos”.

Madonna

Outra estrela que também se inspirou na infância de seus filhos foi Madonna. A cantora, que escreveu a história para sua filha mais velha, Lourdes, desvenda a trajetória de quatro crianças de 11 anos que lidam com a inveja que sentem de outra menina da vizinhança. Lançado em 2003, o livro faz parte de uma série de outras cinco obras escritas por ela, destinadas às crianças com mais de seis anos. Ícone do pop, Madonna inovou no lançamento da publicação, intitulada “As Rosas Inglesas”, que já saíram das gráficas traduzidos em 30 idiomas diferentes.

Comentários