Uma nova regulamentação que deve entrar em vigor em breve na Noruega obrigará os influenciadores digitais a informarem seus seguidores quando suas fotos publicitárias forem retocadas. Essa é mais uma tentativa de minimizar os impactos causados por expectativas irreais em relação a padrões de beleza idealizados.

A ideia é fazer com que os influenciadores deixem claro em seus posts promocionais que as imagens do seu corpo foram editadas para tentar reduzir os riscos de transtornos de imagem corporal, entre eles a dismorfia corporal, que atinge uma população crescente de jovens em todo o mundo todo. O tema foi discutido em artigo dessa semana do site da Vice.

Dismorfia corporal ou transtorno dismórfico corporal (TDC) é caracterizado por uma preocupação exagerada com pequenos detalhes no corpo ou na pele que, apesar de imperceptíveis para outras pessoas, causam enorme sofrimento para a pessoa que tem o diagnóstico —aqui eu explico por que as pessoas colocam tanto filtro nas imagens das redes sociais.

Conforme plataformas como Instagram e TikTok se tornam cada vez mais comerciais, essa medida de “alerta” pode ser um passo importante, mas talvez não suficiente para lidar com uma questão que talvez mereça uma resposta social mais ampla.

Filtros na mira

Com a nova lei, qualquer mudança em imagens do tamanho ou da forma do corpo ou na aparência da pele precisa usar um selo com um aviso padrão estabelecido pelo Ministério de Assuntos das Crianças e da Família daquele país.

Isso vale para celebridades e influenciadores que obtêm qualquer tipo de pagamento ou benefício pela sua publicação. Além das edições nas fotos, a regulamentação vale também para o uso de alguns tipos de filtro nas imagens. Multas e até prisão estão previstas para quem não seguir as regras.

Leia também  Live solidária de celebridades quer arrecadar mil cestas básicas para famílias carentes ⋆ Portal Comunique-se

Boa parte da comunidade dos influenciadores digitais noruegueses aprovou a regulamentação e apoiou a ideia de que ela pode ajudar a trazer uma melhor noção da realidade sobre corpos e padrões de beleza.

Já se aponta alguns limites para a aplicação e efeito das novas regras, já que ela incide apenas sobre influenciadores do país e não sobre posts de celebridades estrangeiras. Além disso, pode ser difícil controlar a imensa produção de publicações nas diversas redes sociais hoje disponíveis.

Pressão sobre os jovens

A pressão sobre um corpo ideal e seus efeitos na saúde mental das pessoas, sobretudo dos mais jovens, é uma questão que preocupa especialistas do mundo todo, em um momento em que as plataformas digitais têm um papel cada vez mais central na transmissão de informações e transformações sociais.

A insatisfação com a aparência e a pressão por um corpo perfeito podem levar a um grande sofrimento psíquico. O tempo de uso das telas, a maior exposição dos jovens nas redes, a necessidade de “produzir” uma imagem de si mesmo sempre “melhor” do que a realidade e a busca incessante por padrões inalcançáveis de beleza para a esmagadora maioria das pessoas pode levar a uma grande frustração e trazer emoções que impactam negativamente a saúde mental dos mais novos

Assim, além da dismorfia corporal, transtornos alimentares como bulimia e anorexia nervosa, vigorexia, quadros de ansiedade, depressão e até comportamentos autoagressivos (como mutilações e tentativas de suicídio) podem estar relacionados a essa questão da imagem corporal.

Por isso a importância de se quebrar esses padrões de beleza idealizados e trazer esse tema para a discussão com os mais novos desde cedo.

Dessa forma, uma regulamentação do uso dessas imagens poderia até ajudar, mas para melhorar a percepção dos jovens sobre essa pressão seria importante que, desde cedo, pais e escolas pudessem participar dessas discussões, educando filhos e alunos a lidarem melhor com seus corpos e com os rígidos padrões de beleza estabelecidos pela sociedade e reforçados pelas redes sociais.

Leia também  The Boys I Jensen Ackles compartilha imagem dos bastidores

Você encontra mais informações sobre saúde e comportamento jovem em meu site: doutorjairo.uol.com.br/.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias