A influenciadora norte-americana Addison Rae, uma das celebridades virtuais mais populares da atualidade, alegou que foi demitida do UFC depois de uma única aparição na liga de artes marciais mista. Ela virou alvo de críticas após dizer que estudou três meses de Jornalismo para virar entrevistadora nos bastidores da empresa.

Addison, de apenas 20 anos, tem 38,6 milhões de seguidores no Instagram e mais de 5 bilhões de curtidas nos seus vídeos do TikTok. Ela fez sua estreia no UFC neste fim de semana, com a função de conversar com lutadores.

Antes do evento que colocou Dustin Poirier contra Conor McGregor, a influenciadora publicou fotos em seu Twitter na área de entrevistas do UFC e escreveu: “Eu estudei Jornalismo na faculdade durante três meses inteiros para me preparar para esse momento”.

Ela, de fato, passou um trimestre na Universidade Estadual da Louisiana antes de largar o curso para se dedicar à carreira virtual. Mas o comentário não caiu bem entre os internautas, que a acusaram de roubar a vaga de pessoas mais merecedoras.

Horas depois, Addison informou que sua carreira de repórter estava encerrada. “Não importa mais, vocês fizeram com que fosse demitida”, compartilhou ela com seus quase 5 milhões de seguidores no Twitter.

Com bom humor, ela também republicou uma mensagem do perfil Bartool Sports que mostrava uma foto dela no evento com a legenda “A comentarista mais odiada da história do UFC”.

A direção do UFC não informou se Addison chegou a ser contratada pela companhia ou se sua aparição no UFC 264 era uma participação especial e única.

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

entre para o Desafio 19 dias