A polêmica série The Me You Can?t See, idealizada pelo príncipe Harry em parceria com Oprah Winfrey, está trazendo à tona relatos emocionantes de diversas celebridades. Depois que Lady Gaga chegou a relatar um abuso sexual que sofreu quando era mais jovem, foi a vez de Zak Williams, filho do ator Robin Williams, desabafar sobre a morte do pai e os vícios que acabou desenvolvendo durante sua vida.

De acordo com o The Independent, Zak deu seu depoimento no segundo episódio da série documental, e afirmou que a morte de seu pai tornou sua vida incontrolável. O rapaz, de 38 anos de idade, ainda revelou que começou a ter problemas com o uso de droga enquanto Robin ainda era vivo, e que conversava com o renomado ator sobre o assunto:

– Passou a fazer parte da minha identidade. Eu ficava tipo: Eu posso fazer isso para que eu possa suportar o dia. E a coisa mais estranha para mim é que eu escolhia usar estimulantes. Eu tomava cocaína e afins para me acalmar. Conversei com meu pai sobre isso – ele era parecido. Ele usava estimulantes como uma forma de se concentrar e relaxar.

Zak também relembra que ele e o ator desenvolveram um entendimento mais profundo um do outro quando Robin parou de beber – e afirma que isso ocorreu quando ele percebeu que tinha um problema relacionado aos vícios. O rapaz ainda fala sobre o diagnóstico de Parkinson que o renomado ator receber, e admite que ficou preocupado

– Ele sentia que sua capacidade de fazer as coisas que amava fazer, que envolviam entretenimento e apresentações, estava diminuindo. O que vi com meu pai foi uma enorme frustração. Ele estava vagarosamente à deriva.

Leia também  Corpo sarado de Claudia Raia de lingerie agita a web e marido reage. Veja

Além do Parkinson, doença conhecida por afetar as habilidades de locomoção dos pacientes, Robin ainda sofria de outro mal do qual não tinha conhecimento: a demência corporal Lewi, que além de afetar as funções motoras também prejudica o humor, o comportamento e as funções mentais. Esse diagnóstico, no entanto, só foi revelado pela autópsia do corpo do ator – que se suicidou em 2014.

Sobre a perda do pai, Zak conta que teve dificuldades em lidar com a situação, e que a falta do ator criou naufrágios em sua vida:

– Havia coisas que eu queria dizer a ele, e coisas que eu queria conversar com ele. Tive a oportunidade de fazer parte disso, mas não no nível que queria. E minha vida se tornou incontrolável como parte disso. Fiquei com raiva e triste e não queria sentir nada. [Eu estava] bebendo em excesso, prejudicando meu relacionamento com minha família e passando por psicose.

Hoje, Zak está sóbrio e tem um filho ao lado da esposa, a empresária Olivia June. Além disso, ele recebeu diagnóstico de transtorno de estresse pós-traumático e se tornou um defensor da saúde mental, fazendo parte de um grupo chamado Inseparable, que promove a conscientização sobre cuidados de saúde mental acessíveis.

close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!