Com cada vez mais destaque nos programas de Entretenimento da Globo, Tati Machado não precisa pensar duas vezes antes de responder quem é sua maior inspiração na TV. “Fátima Bernardes, sem titubear. Entrei pra faculdade de Jornalismo porque eu queria ser que nem ela quando crescesse”, entrega a repórter.

“Eu não cresci tanto de altura, mas tenho crescido demais trabalhando ao lado dela lá no Encontro. Nem no meu maior sonho imaginei estar vivendo isso”, afirma a jornalista, que comenta sobre BBB21 e celebridades no matinal, ao Notícias da TV.

A convivência com Fátima Bernardes fez com que Tati admirasse ainda mais a apresentadora: “Pensa em uma pessoa generosa! Ela me dá espaço, aposta em mim, vibra comigo”.

“Lembro como se fosse hoje o primeiro elogio que recebi dela, antes mesmo de começar a participar do programa. Ela cruzou comigo e disse: ‘Menina, você é muito talentosa, você vai longe’. Pausa dramática para o meu mini-infarto. (risos) Nós duas brincamos que ela, literalmente, está criando um monstrinho. Estou me achando demais”, confessa a profissional de 29 anos.

Atualmente, a repórter dá expediente triplo na tela da Globo. Além do Encontro, ela traz notícias sobre celebridades, novelas e o Big Brother Brasil também no Se Joga e no É de Casa. Mas a vontade de estar na TV já a acompanha há muito tempo.

Fiz teatro profissional muitos anos da minha vida, comecei aos seis anos. Também fiz algumas participações no Gente Inocente [2000-2002], programa que o Márcio Garcia apresentava. Desde novinha, já sabia que se eu não seguisse carreira de atriz, certamente seria jornalista. E assim foi. Mas o mosquitinho artístico sempre me acompanhou, até que o caminho me levou ao Entretenimento. Era o destino, não tinha outro jeito.”

Leia também  Preta Gil posa de biquíni na praia, e Iza compartilha selfie - 26/02/2021 - Mônica Bergamo

Comentarista e fã de BBB

Tati Machado acompanha o reality da Globo com muita atenção para poder trazer todas as informações ao telespectador com propriedade. No entanto, ela confessa que não tem um participante preferido.

“Depois que comecei a trabalhar dentro do BBB, eu nunca tive uma torcida mesmo, sabe? Claro que tem aqueles participantes que eu curto mais, que têm mais a minha vibe, mas não a ponto de torcer loucamente. Sendo sincera, eu costumo gritar na janela quando as pessoas que eu acho que não merecem o prêmio saem”, admite ela.

A jornalista também reconhece o sucesso de Juliette Freire na 21ª edição do programa, que chega ao fim nesta terça (4). “Esse ano a gente vê uma torcida gigantesca para a Juliette. Nunca na história aconteceu de um participante ganhar tantos seguidores quanto ela. Se ela não levar o prêmio do programa, vai fazer ele rapidinho aqui fora”, aposta.

E será que existe alguma chance de ver Tati Machado disputando um reality? “Eu costumo brincar que já sou uma ex-BBB. Já participei de algumas ações dentro da casa, já fiquei ‘confinada’ por algumas horas, caí na piscina, votei no confessionário. Quando eu era criança, dizia que quando fizesse 18 anos me inscreveria, nunca me inscrevi, mas todo ano fico me perguntando: ‘E se eu estivesse lá dentro?’. Das duas uma: ou eu seria amada ou odiada, nada de meio-termo”, arremata ela.

Confira uma publicação de Tati no Encontro:

Comentários