São Paulo

A TikToker Rose Van Rijn viralizou na internet devido a sua semelhança com a princesa Diana em um vídeo publicado de tutorial de penteado no TikTok, na última semana. Em abril, ela fez o mesmo corte de cabelo em camadas como Lady Diana.

O vídeo começa com uma captura de tela de um guia antigo e ilustrado sobre como fazer o penteado de Lady Diana. Para criar o penteado da princesa, Rijn enrola o cabelo como uma escova e depois passa um spray.

Depois de terminar o penteado, Rijn troca camisa floral para um blazer cinza e coloca um colar de pérolas para se parecer com a princesa. Ela disse que adorou o corte de cabelo, que é bonito e sofisticado. “Diana se foi há muito tempo, mas espero continuar seu legado, mesmo que seja um pouco, usando seu penteado novamente e mostrando para outras pessoas na internet”, diz Rijn.

Quando Diana surgiu, com sua suposta história de Cinderela —uma professora de crianças que conquistou o herdeiro do trono— que não podia ser mais falsa, despertou a curiosidade do mundo em relação à família real britânica.

Até então, a realeza do Reino Unido parecia ultrapassada, anacrônica, cafona até, com tanta pompa e nenhuma pimenta aparente. Celebridades eram as estrelas de cinema, essas, sim, lindas, ricas e malcomportadas.

O que faz Diana ser relevante até hoje é que ela pode ter sido a primeira grande celebridade a quem a privacidade foi negada. Todos os seus movimentos eram seguidos de perto pelos tabloides ingleses, na época mais entrões que a média da mídia do resto do mundo.

Hoje, a privacidade virou moeda de troca das celebridades, que lutam com a arma da superexposição, principalmente por meio das redes sociais, contra o medo de deixar de ser alguém.

Leia também  Wesley Safadão revela que pediu perdão à Mileide Mihaile | Celebridades

A história de Diana não era nada do que parecia. Ela era uma aristocrata, filha do oitavo conde Spencer, de família riquíssima. Decadente, mas ainda com muito dinheiro. Conhecia o príncipe Charles desde os 13 anos, quando sua irmã mais velha, Sarah, foi namorada dele e ela ainda era uma garota gordinha e desajeitada.

Mas se ajeitou na adolescência e se guardou, sem ter namorado ninguém, porque queria se casar com alguém especial. Contou ao pai que sabia que seu destino era ser um foco de atenção.

Além de linda e muito jovem —tinha 19 anos quando se casou—, perdeu um monte de peso assim que o noivado foi anunciado, gerando boatos de que estava sofrendo muita pressão da rainha. Na verdade, tinha bulimia, que a fazia comer furiosamente e em seguida vomitar.

Logo depois do casamento, ficou grávida. Na gravidez, caiu de uma escada e assustou todo mundo. Depois, contou que tinha sido uma tentativa de suicídio provocada por ciúmes do marido, que tinha um longo romance com Camilla Parker-Bowles, sua mulher atual.

Dois anos depois, teve outro filho, Harry, o que decepcionou o príncipe Charles, que torcia por uma menina. Além de tudo, era ruivo, herança dos Spencer, família de Diana. Mas o grande escândalo que provocou em vida foi sua separação, anunciada pela rainha Elizabeth 2ª, e seu divórcio, quatro anos depois, em 1995, também sugerido pela rainha, depois de uma das únicas entrevistas que a princesa deu na vida, ao jornalista Martin Bashir.

Sua morte, aos 36 anos, em 31 de agosto de 1997, e a reação fria e tardia da família real britânica, foi sua última manchete.

Leia também  quem deve participar do reality?
close

🤞 Não perca nada!

Assine nossa newsletter e receba novidades e ofertas exclusivas!

Comentários

Você não precisa sofrer pra fazer dieta.

Conheça o Desafio 19 dias!