Categorias
Cinema

Festival de Brasília do Cinema Brasileiro recebe inscrições de filmes

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (FBCB) começou a receber as inscrições para as mostras competitivas, cujos vencedores serão conhecidos entre 22 de novembro e 1º de dezembro deste ano, período em que a mostra – retomando a data original, que encerra a temporada de eventos dessa natureza – será realizada no Cine Brasília, no Museu Nacional e em cinco regiões administrativas.

“O festival está garantido com o aporte de R$ 2,4 milhões do orçamento do governo, mas nossa expectativa é arrecadar o dobro disso com a participação de apoiadores do setor privado”, afirmou, em coletiva à imprensa no Cine Brasília, o secretário de Cultura e Economia Criativa, Adão Cândido.

Em sua 52ª edição, consagrando-se como o mais antigo festival do país, o FBCB premiará com R$ 250 mil sete longas e 14 curtas. Desse total, R$ 50 mil serão concedidos por um júri popular. A tradicional Mostra Brasília, da Câmara Legislativa do DF, vai distribuir R$ 240 mil para a produção regional do DF.

O evento oferecerá também palestras de representantes da cadeia produtiva do cinema, oficinas e feiras com exibição de equipamentos para produção cinematográfica. “Com a vinda do polo de cinema para área próxima ao CCBB [Centro Cultural Banco do Brasil], queremos fortalecer a vocação da capital federal como importante centro de produção audiovisual”, explica Cândido.

Com 147 mil metros quadrados, o novo parque audiovisual terá estúdios, salas de cinema, núcleos de animação, efeitos especiais e infraestrutura moderna para produções de diferentes formatos como “games”, filmes e séries.

Nesse sentido, a agenda do FBCB inclui assuntos como novas mídias e plataformas digitais, fomento à produção de conteúdos em dispositivos móveis, oportunidades no mercado de “streammimg – video on demand, VoD”, incentivo a produções audiovisuais e profissionalisação do setor. “Isso tem relação direta com a economia criativa, ênfase da Secec [Secretaria de Cultura e Economia Criativa]”, explica a subsecretária para a área, Érica Lewis, outra componente da mesa.

Além disso, o FBCB quer recuperar o protagonismo “em trazer para o coração do Brasil a discussão sobre políticas para o audiovisual, e reforçar seu papel como espaço de debate”, disse o curador Marcus Ligocki Jr, durante a coletiva.

Dados da economia mostram que o cinema nacional tem impacto de 0,46% no PIB, movimentando R$ 24,5 bilhões por ano. A produção audiovisual do país hoje alimenta 17,7% do conteúdo exibido nos canais por assinatura. Em 2018, o cinema brasileiro vendeu 23 milhões de ingressos.

Para inscrever um filme, a Secec  e o Instituto Alvorada, Organização da Sociedade Civil responsável pela execução do festival, colocaram no ar a página eletrônica http://www.festivaldebrasilia.com.br. As inscrições para a Mostra Brasília, realizada pela Câmara Legislativa do DF devem começar na próxima semana.

Comentários