Os Incontestáveis leva o público a bordo de um Opala 73 pelas estradas dos Espírito Santo com os dois irmãos anti-heróis que estão em busca da herança do pai, um Maverick 77. Este é o enredo do filme capixaba que estreia no cinema nesta quinta-feira (9), no Cine Jardins, em Jardim da Penha, em Vitória.

A ideia do filme surgiu a partir das anotações de uma viagem de moto feita por um dos roteiristas da produção, o escritor Saulo Ribeiro, que rodou 3 mil km pelas estradas que cortam o Espírito Santo. Ao lado de Serafini, diretor e também roteirista do longa, o roteiro foi escrito.

A produção já foi premiada como o melhor longa-metragem latino americano em 2017 no Festival de Cine de La Serena, no Chile, além de ter participado de mais de 15 festivais internacionais por mais de 10 países, como o 35º Festival Cinematográfico Internacional do Uruguay, 38th Durban International Film Festival na África do Sul, e a 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes.

O diretor conta que convidou para que participassem do longa por ver que os personagens se encaixavam com o perfil dos dois músicos, além de fazer uma homenagem ao filme ‘Corrida sem Fim’, em que os músicos James Taylor e Dennis Wilson interpretam os protagonistas.

“A gente sentava no meu estúdio em Vila Velha, Serafini chegava com o filme embaixo dos braços, colocava na tela e a gente ia fazendo um som. Eu na guitarra, Mozine no baixo e Renato Just na bateria, meu irmão baterista do Muddy Brothers . Foi isso, rock doideira, filme doideira, sou muito feliz de ter participado desse trabalho”, conta Will.

“São obras muito diferentes. A semelhança é mais devido ao espírito e a rebeldia presente nas obras. No livro existem modificações de percurso, no ânimo dos personagens, frases e intenções que podem estar modificadas, além de personagens novos”, relata.