RIO – A Grande Rio teve dificuldades para entrar na avenida com seu abre-alas e outras alegorias. Como o carro acoplado demorou a andar, formou-se um buraco no começo da avenida. O problema levou cinco minutos para ser resolvido e deve custar pontos à escola no julgamento final.

Além do abre-alas, o segundo carro da escola também teve dificuldades para fazer a curva na Avenida Presidente Vargas e entrar na Marquês de Sapucaí. O mesmo aconteceu com o quarto carro da agremiação, “Saravá para folia”, que teve problemas para atravessar o Sambódromo. Em alguns momentos do começo do desfile, os componentes precisaram correr por conta dos problemas.

Em seu desfile, a Grande Rio homenageou Joãozinho da Gomeia, babalorixá baiano que se fixou em Caxias. A comissão de frente ilustrou o momento em que ele entrou em contato com a entidade que o guiou por toda a vida e foi um dos pontos altos do desfile.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal

Comentários