A partir de quarta-feira (11), Jacareí recebe o cinema itinerante gratuito do projeto Cine em Cena Brasil, que conta com o apoio do Instituto CCR, por meio da CCR NovaDutra. A programação segue até sexta-feira (13) e inclui filmes nacionais e internacionais para o público de todas as idades.

Similar a um cinema convencional, a sala possui 225 lugares, cadeiras com encosto e assentos com almofadas, ar condicionado, tela de 26m2, sistema de som 5.1 e projeção digital 2D e 3D. Além disso, algumas sessões contarão com recursos de acessibilidade como tradução simultânea em libras, legenda descritiva e audiodescrição.

Durante os três dias, serão exibidas 12 sessões gratuitas dos filmes: ToyStory 4 (3D), Eu Sou Brasileiro, Viva, Vida é Uma Festa, Turma da Monica: Laços, Tito e os Pássaros, O Rei Leão e Bacurau.

As sessões são totalmente gratuitas e não é necessária a apresentação de ticket de acesso. “O cinema tem capacidade para 225 lugares, portanto é importante ficar atento ao horário das sessões, pois o acesso é por ordem de chegada”, ressalta Edson Souza, um dos sócios da Ibirajá Produções, empresa que coordena o projeto.

A iniciativa é apresentada pelo Ministério da Cidadania e Instituto CCR, por meio da CCR NovaDutra, através da Lei de Incentivo à Cultura. Além disso, o projeto também conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Jacareí e da Fundação Cultural de Jacarehy.

O projeto Cine em Cena Brasil, realizado pela Ibirijá Produções, é uma sala de cinema itinerante que leva a sétima arte a locais que não possuem salas comerciais.

Um dos sócios da Ibirajá Produções, Edson Souza, de São Paulo, explica que o projeto surgiu da necessidade de levar a sétima arte à população menos favorecida. Segundo ele, no Brasil, apenas 7% dos municípios possuem salas de cinema. Muitas vezes, para a comunidade mais carente, a sala itinerante é o primeiro contato com o cinema.

O projeto também trabalha com agendamento de escolas públicas. Para levar grupos de alunos, é preciso procurar com antecedência a Secretaria Municipal de Cultura.

Comentários