Finalmente chegou o dia! Mais um grande capítulo da história da rivalidade entre Atlético e Cruzeiro será escrito nesta noite, no embate de ida dos rivais pelas quartas de final da Copa do Brasil, às 20h (de Brasília), no Mineirão. E aproveitando a nova página que será escrita, a equipe do SuperFC resolveu celebrar a rica e gigante história do clássico mineiro para montar os times dos sonhos de Galo e Raposa.

A escolha foi livre e sem critérios. Os jornalistas do SuperFC e outros profissionais de O Tempo convidados pela reportagem escolheram seus times da forma que quiseram. Frederico Jota, por exemplo, optou por armar suas duas equipes apenas com jogadores que ele viu jogar. Gabriel Pazini e Fernando Martins y Miguel, por outro lado, optaram por nomes mais históricos. Foram convidados pela reportagem: Lucas Ragazzi, Bernardo Miranda e Fransciny Alves, da editoria de Política, Soraya Belusi, do caderno de cultura Magazine, e o jornalista Fabiano Fonseca. Ragazzi e Fonseca armaram o Atlético de todos os tempos e Miranda e Fransciny o Cruzeiro. Soraya escalou as duas equipes.

Já para armar os times dos sonhos geral do SuperFC, o critério foi o número de votos. Os jogadores mais votados entraram nas seleções. Piazza, por exemplo, foi votado como zagueiro e volante, recebendo mais votos como meio-campista. Ele, porém, entrou na zaga porque outros jogadores foram mais votados no setor de meio-campo e, pela quantidade de votos no geral, ele superou outros zagueiros.

Duas curiosidades chamam atenção. O jogador mais votado pelos jornalistas foi o meia Alex, grande craque da tríplice coroa do Cruzeiro, em 2003, com 13 votos. E Nelinho, na lateral-direita, entrou no time dos sonhos tanto do Atlético quanto da Raposa.