Por Isabelle Rosa

Publicado às 07h00 de 13/06/2019 – Atualizado às 07h00 de 13/06/2019

Rio – Vai ser um verdadeiro show! Leo Jaime estreia seu novo projeto ‘Dance Comigo’, neste sábado, no Teatro Village Mall, na Zona Oeste do Rio. Nele, o cantor solta sua voz e mostra todo o seu gingado no palco. Para isso, ele tem feito aulas de hip hop e a preparação artística ‘Black Box’ com a personal trainer Bia Black, na academia Rio Sport, na Barra da Tijuca.

“Esse show nasce de uma observação minha de um comentário que eu quase todo dia escuto quando alguém vem falar comigo na rua: “Dancei muito as suas músicas”. Acho isso engraçado porque acho que minha música é associada à festa, dança, momentos de alegria, de celebração. Achei que devia fazer um show baseado nisso. No ano passado, quando eu fui fazer a ‘Dança dos Famosos’, eu queria retomar um contato com a dança, que é uma coisa que eu sempre gostei muito. No início da carreira, mesmo sendo uma carreira musical, eu dançava o tempo inteiro, era uma característica minha. Eu tinha feito aula de dança, eu gostava de dança, gosto ainda. Com o tempo fui me intimidando, fui ficando mais parado, cantando e tocando. Tomar coragem de ir lá fazer a dança dos famosos era também me retomar com outra idade, com outro corpo, o contato com a dança. E eu gostei muito e achei libertador”, comenta.

O que poucos sabem é que Leo faz várias atividades que envolvem dança. “Eu gosto de fazer dança. No ano passado eu já voltei para as aulas de sapateado, comecei a aula com a Bia (Black), comecei a aula de balé e sigo fazendo dança também. Achei que devia fazer um show convocando as pessoas para dançarem comigo. Acho que a graça de fazer aula e de postar as vezes nas redes sociais o que eu to fazendo é que assim como eu tinha uma certa timidez de voltar a fazer aula de dança – e eu acho que muita gente tem, por não ser jovem, por ser desajeitado – porque a dança é pra todo mundo. O corpo quando está feliz dança, todo o ritmo musical que fica pra sempre, fica porque tem a dança. Porque a dança que faz isso, né? Faz parte da festa. Então, o meu show é um show festivo e dançante. Todas as músicas são dançantes e a ideia é que as pessoas venham dançar comigo. E eu vou usar muita coisa que eu aprendi com a Bia”, garante o cantor.

Segundo ele, há diferença em seu corpo após as aulas. “Primeiro, o ganho de condicionamento. Segundo, postura. Tem umas coisas que vão mudando. Não é uma questão de vaidade, de buscar o corpo ideal. É de me sentir bem. Eu basicamente me sinto bem. Não é a forma do corpo, mas como eu me sinto dentro dele. Isso que eu acho que a dança pode trazer pra gente. Não precisa fazer do jeito que o bailarino faz. Faz do seu jeito. É isso”, avalia ele. A professora Bia Black elogia: “O mais legal é que o Leo começou a ter mais movimentação, flexibilidade. Isso que é muito interessante pra ele. E outra, inovar muito o contato a parte de botar a dança inserida no show dele. Isso foi um sucesso”, comenta.

A dupla campeã da Dança dos Famosos, do Domingão do Faustão, ano passado, Leo e Larissa Parison vão voltar a dançar juntinhos para a alegria do público. “Ela vai fazer algumas aparições no show dançando, a gente vai dançar junto, temos dois números de dança de salão, um de rock e um de bolero, e umas outras participações a gente simplesmente dançando e convocando as pessoas pra dançar com a gente”, explica.

O repertório do show de Leo vai relembrar vários sucessos do cantor. “Muitos! Todas aquelas músicas que todo mundo gosta vão estar. Inclusive, tem algumas músicas que eu não costumava tocar e que eu estou colocando nesse show. Então tem muitas músicas de outros artistas também que eu faço uns mash-ups, misturo, coloco coisas de outros artistas, que são músicas que eram boas de pista também. Por exemplo, tem uma coisa de Legião, tem coisa do Cazuza, tem lá um The Cure, the Clash, uns covers, muitas músicas minhas, algumas que eu não tocava em shows há muito tempo, e os clássicos vão estar todos lá”, adianta ele.

Apesar de comandar a festa, Leo Jaime não se considera festeiro. “Eu faço a festa para os outros. É, é isso. Acho que o melhor lugar pra mim é aquele ali, parado na frente do microfone. Eu não sou muito de ir. “Ah, tem um show lá no estádio”. Já penso: “ah, meu deus, show de estádio…”. Tem uma coisa de estar lá junto que é bacana, eu sei que tem. Mas eu acho que é uma característica. Você tem artistas que são admirados, que fazem uma coisa que todo mundo admira, tem outros que são queridos. Eu acho que estou nessa categoria, de que as pessoas estão ali por uma lembrança boa, de momentos que viveram em momentos bons de suas vidas. E vai renovando o público”, afirma.

Com a presença de Leo nas aulas de dança, muitos homens já procuram a atividade. Mas, de fato, ainda existe uma certa resistência do público masculino para fazer este tipo de exercício. “Falta motivar os homens, porque, no fim das contas, ele sai de casa para fazer exercício. Mas faz e sociabiliza também. Sai se diverte, encontra. As mulheres querem sair para dançar. Aí, vai os homens saírem com as mulheres pra dançar, não é pra casar, não. É só pra se divertir. Eu vejo os homens se divertindo assistindo, mas não tem coragem de entrar (na dança). Se os homens soubessem que saber dançar atrai o olhar feminino, assim como uma mulher dançando atrai o olhar masculino… O homem que dança bonito também encanta, as vezes mais que um braço musculoso”, diz ele. Então, você canta e encanta, Leo? “Eu só inspiro. Eu sou ruim, mas eu me divirto”, diverte-se.